Destaques

A tristeza é a emoção mais longa dos seres humanos e pode durar até 5 dias

Estudos indicam que existem diferenças na duração de cada tipo de emoção humana. Entre todos os sentimentos que podemos ter, a tristeza é a emoção que dura mais tempo.

Uma italiana falou mal do ex-marido para o filho e vai ter que pagar o equivalente a R$ 104 mil

Depois da separação, a mãe não buscou curar a relação na direção de uma saudável e necessária recuperação para o crescimento equilibrado do menor, segundo o juiz.

11 curiosidades sobre tomate

O tomate está no dia a dia do brasileiro e também de outras nacionalidades, como a Itália. Mas o fruto tem diversas curiosidades que às vezes passam despercebidas.

30 curiosidades que você não sabia sobre os cachorros.

Será que você conhece tanto assim sobre os cachorros? Veja nosso artigo

Você quer que a Curiozone poste mais sobre Automóveis?

Envie um e-mail para curiozonebr @ gmail.com com sua sugestão.

Astronomia

Corpo Humano

Games

Bizarrices

23/01/2017

Casa de 'Uma babá quase perfeita' está à venda por US$ 4,5 milhões

O imóvel em estilo vitoriano que serviu de cenário para "Uma babá quase perfeita" está à venda. Situada em São Francisco, a casa mostrada no clássico de 1993, eternizado por Robin Williams, custa US$ 4,45.

No filme, Williams encarnou uma babá britânica para poder ficar perto dos filhos após o divórcio de sua mulher, vivida por Sally Field. O atual proprietário, Douglas Outerhout, comprou o imóvel em 1997 por US$ 1,395 milhão e chegou a receber fãs que iam até lá admirar a casa.


Desde então, Outerhout fez reformas na casa, incluindo na parte externa, que foi pintada de amarelo. O interior continua idêntico ao que aparece no filme. São quatro quartos divididos em dois andares. Assinada pelo arquiteto Joachim B. Mathison, a construção data de 1893.

A casa fica no número 2640 da Rua Steiner, no bairro de Pacific Heights, em São Francisco. As informações são da "Variety".

Fonte: O Globo

Conheça o projeto do robô criado para investigar a corrupção na Câmara dos Deputados

Desde o ano passado, um robô tem sido treinado para identificar potenciais casos de corrupção dentro da Câmara dos Deputados em Brasília. Trata-se de Rosie, uma máquina desenvolvida por um grupo interdisciplinar de várias partes do Brasil na chamada "Operação Serenata de Amor".


A história toda começou em setembro de 2016. Um grupo de jovens colocou na plataforma de fianciamento coletivo Catarse a proposta de criação da Operação Serenata de Amor. O objetivo é usar inteligência artificial e ciência de dados para encontrar, dentro dos milhares de dados desorganizados oferecidos pelo governo, sinais de "pequenas corrupções" no dia a dia dos políticos.

O foco dessa investigação é a Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP), um benefício, concedido a todo deputado federal, no valor de R$ 44 mil mensais. Esse montante é reservado para que o parlamentar possa gastar em suas atividades cotidianas, como passagens de avião, alimentação e combustível, despesas que a Câmara considera "típicas do exercício do mandato".

Nem tudo é liberado, porém. O regulamento da CEAP proíbe o uso dessa verba em compras feitas de empresas que pertencem ao próprio deputado ou parentes. O parlamentar também não pode transferir esse benefício a terceiros, cobrindo compras feitas por amigos ou entes próximos, assim como é proibido o uso da cota para atividades eleitorais.

Os deputados podem gastar quanto quiser em qualquer outra atividade e, ao fim do mês, enviam as notas fiscais à Câmara e pedem um reembolso - desde que o valor total gasto não supere os R$ 44 mil da CEAP. Se cada parlamentar gastar sua cota máxima todo mês, ao final de um ano terão saído quase R$ 130 milhões dos cofres públicos para cobrir esse tipo de despesa. Mais da metade dos parlamentares usam a cota máxima.


A ideia desses programadores e empreendedores por trás da Operação Serenata de Amor é descobrir o quanto desse dinheiro todo é justificado ou não passa de puro mal uso do dinheiro público. Todas as informações sobre o quanto cada parlamentar gasta com a CEAP estão disponíveis publicamente no Portal da Transparência, ao alcance de qualquer um. E é nesse ponto que entra a inteligência artificial.

"É como você ter uma mesa com dois milhões de papeis empilhados e tentar encontrar alguma irregularidade. É um trabalho impossível para um ser humano", conta Pedro Vilanova, supervisor de comunicação da Operação Serenata de Amor. Rosie, como o grupo apelidou o robô criado, é um sistema que analisa os dados disponíveis no Portal da Transparência e procura por irregularidades com a rapidez que um auditor humano é incapaz de fazer.

Basicamente, Rosie cruza informações de diferentes bancos de dados e tenta encontrar inconsistências nos pedidos de reembolsos dos deputados. A máquina já detectou casos em que um único parlamentar pediu reembolso de R$ 170 num restaurante em que o quilo custa R$ 14 (são quase 12 quilos de comida); em outra situação, um deputado quis pagar com dinheiro da CEAP um almoço feito em São Paulo apenas 30 minutos de ter sido visto discursando em Brasília.

Ou seja, há indícios de que alguns parlamentares usam dinheiro público para custear mais do que o necessário. "A carreira de um político corrupto não inicia com o roubo de milhões. Ela começa nos pequenos atos. Quando o corrupto tem sucesso nesses atos menores, o sentimento de impunidade vai crescendo e o corrupto tende a assumir riscos maiores", declara o grupo na página da campanha no Catarse.

O nome da operação, "Serenata de Amor", é uma referência ao que foi chamado de "caso Toblerone". Aconteceu em 1990, na Suécia, quando a então vice-primeira ministra, Mona Sahlin, acabou perdendo o cargo por ter comprado uma barra de chocolates usando o cartão corporativo do governo. A compra de um chocolate com dinheiro público ficou conhecida como o último grande escândalo de corrupção da Suécia. Já "Rosie" é uma referência à robô faxineira do desenho animado "Os Jetsons".

Vilanova conta que a primeira etapa da operação consistiu em ensinar Rosie a identificar potenciais irregularidades, usando um método de programação chamado "machine learning". A grosso modo, o sistema é treinado para cruzar informações como o CNPJ onde uma nota fiscal foi emitida, o horário registrado, a ata de presença do deputado em sessão e outros dados disponibilizados pelo governo

Após ter sido "ensinado" sobre o que é errado e o que não é, o robô passa a detectar sozinho quando a probabilidade de um parlamentar estar pedindo um reembolso desnecessário for alta. Quando Rosie consegue identificar uma possível irregularidade, os auditores humanos analisam o caso e entram com uma denúncia no Ministério Público ou no site da Câmara pedindo para que o tal reembolso seja cancelado.

Quando a Câmara recebe a denúncia, cobra uma explicação do deputado acusado. De acordo com Vilanova, a maioria dos deputados simplesmente aceita que gastou mais do que devia e devolve o dinheiro. Em alguns casos, porém, o parlamentar tenta justificar o uso da cota, e cabe à Câmara determinar se o benefício vale nesse caso ou não.


Todo o código do robô Rosie está disponível publicamente no GitHub para quem quiser acessar, sugerir modificações ou apenas reproduzir em casa. Na semana passada, a operação fez um "mutirão de denúncias" que indicou ao Ministério Público e à Câmara 629 casos suspeitos de abuso da CEAP. Isso se traduz em mais de R$ 378 mil potencialmente gastos de forma irregular pelos deputados.

Nessa fase do trabalho, como explica Vilanova, a operação está focada apenas em gastos com refeições, mas muito mais pode ser investigado, incluindo passagens de avião e gastos com combustíveis. "Todo mês entram 30 mil novas notas no sistema da Câmara. O uso da ciência de dados e da inteligência artificial é de dar uma maior escala para o trabalho, que seria impossível ser escalonado por humanos", diz Vilanova.

Talvez ainda mais importante do que isso, explica o porta-voz do grupo, está no fato de que um robô não pode ser influenciado por posições políticas. "Nós precisamos ter uma consciência disso, porque o robô é feito por humanos, e nenhum de nós é imparcial. Mas é por isso que temos oito pessoas no time, de diferentes partes do Brasil, por isso que o código é aberto: para que a gente possa minimizar ao máximo a parcialidade."

"Não pedimos para a Rosie agrupar dados sobre deputados, partidos, unidades da federação ou região administrativa. O robô só agrupa as notas e a probabilidade daquela nota ser suspeita, independentemente de quem pediu o reembolso", diz ainda Vilanova, acrescentando que, de uma certa maneira, "o robô é incorruptível".

O valor coletado pela campanha de financiamento coletivo chega ao fim neste mês. A Operação Serenata de Amor pretende continuar investigando a corrupção no Congresso, mas estuda outras formas de arrecadar recursos para isso. Por enquanto, é possível apoiar o projeto contribuindo na plataforma Apoia.se. Clique aqui para saber como.

Fonte: Olhar Digital

Em 2012 o McDonald’s construiu sua maior loja do mundo em Londres para as Olimpíadas

Às vésperas das Olimpíadas de Londres, o McDonald’s construiu em 2012, aquela que se tornou sua maior loja no mundo. Instalado no Parque Olímpico da cidade, o restaurante foi feito para acomodar 1.500 pessoas sentadas em dois andares, além das mesas no exterior.


A expectativa, porém durante a construção, é que 1.200 pessoas fossem atendidas por hora no pico dos Jogos Olímpicos. O McDonald’s estimava que o restaurante pudesse se transformar no mais movimentado do mundo durante o evento esportivo, rendendo vendas de 3 milhões de libras (cerca de 9,7 milhões de reais).


Com isso, a loja bateu dois recordes. Superou, em movimento, a loja de Moscou – a atual campeã em demanda. Em tamanho, ultrapassou a unidade de Orlando – hoje a maior em metragem.



A iniciativa de construir um super-restaurante ao lado do Parque Olímpico não foi bem recebida por todos os londrinos, contudo. Para os críticos, associar esportes ao cardápio de hambúrgueres e refrigerantes da rede foi um grande erro, mas ha quem aproveitou bastante essa ideia. E você, ficou com vontade de visitar?


Fonte: Revista EXAME

Paloma Cipriano é o nome da estudante que dá dicas de construção e reforma em canal no YouTube

O Deu no YouTube de hoje vai falar sobre a estudante Paloma Cipriano, de 23 anos, que mostra na prática que toda mulher pode, sim ser e fazer o que ela quiser. A mineira de Sete Lagoas tem um canal no YouTube em que dá aulas de construção, decoração e reforma.


O canal conta com mais de 2 milhões de visualizações no total e conta com 25 vídeos sobre de “como rebocar parede”, “aplicar rejunte”, “como passar massa corrida fácil com rodo e rolo” e outros tutoriais. Veja:



Quem faz as obras na casa de Paloma?

Segundo a própria estudante, não todas, mas grande parte das obras da casa são feitas por ela e foi durante uma destas reformas que teve a ideia de colocar na internet o seu conhecimento. Desde os 16 anos ela entende de práticas de alvenaria.

A estudante chegou a cursar engenharia civil, mas abandonou a graduação depois de um mês de curso. Agora ela apostou no curso de publicidade e quer melhorar cada vez mais suas aulas no YouTube. Vale a pena se inscrever.

21/01/2017

Antes de ser rico e bem-sucedido, Walt Disney chegou a comer ração para cachorros para economizar dinheiro

Acredite se quiser: muito antes de o Mickey ser criado, Walt Disney foi demitido de seu trabalho em um jornal por sua "falta de imaginação e boas ideias". Ele trabalhava como ilustrador de anúncios publicados nas páginas do veículo.

Quando saiu do emprego, em 1921, ele se juntou ao seu irmao Roy e o amigo Ub Iwerks para fundar a produtora Laugh-O-Gram, que criava animações de contos de fadas - a predecessora do Walt Disney Studios. Os desenhos feitos pelo trio começaram a ser exibidos nos cinemas da cidade do Kansas antes das sessões de filmes.

Durante um período, o estúdio fechou um acordo com uma distribuidora de Nova York que apenas pagava pelas animações seis meses depois de recebê-las. Foram tempos difíceis para Disney, que precisou reduzir as despesas e a equipe ao máximo para fazer a empresa sobreviver. O ilustrador não poupou esforços: no final do ano de 1922, ele estava morando no escritório da Laugh-O-Gram, comendo comida de cachorro e tomando banho uma vez por semana em uma estação de trem.


Depois de fazer uma animação sobre higiene dental para um dentista da região, Disney obteve dinheiro o suficiente para levar a Laugh-O-Gram para Hollywood, em 1923. Lá, o estúdio fechou um contrato com Universal Studios, que passou a comprar e a exibir as animações da equipe. Foi nesse período que Disney criou um de seus importantes personagens, o Coelho Osvaldo, que se tornou bastante popular quando foi lançado.

O ilustrador, no entanto, não colocou sua assinatura no desenho do pequeno coelho - uma brecha que permitiu à Universal roubar a figura, levando consigo a equipe de desenhistas do Laugh-O-Gram. Quando isso ocorreu, Disney enviou um telegrama ao seu irmão dizendo para ele não se preocupar, pois ele já tinha um novo personagem em sua mente: Mickey Mouse. O sucesso obtido pelo camundongo tirou o ilustrador e seus sócios da miséria.

18/01/2017

Cientistas australianos criam cerveja que não dá ressaca

Um grupo de cientistas australianos deve ganhar a simpatia dos apreciadores de cerveja. De acordo com o jornal "The Australian", eles criaram uma fórmula para que a bebida não deixe ressaca no dia seguinte.

O estudo foi realizado pela Griffith University e tratou de fazer a cerveja ficar mais hidratante. Para isso, usou eletrólitos, substância usada comumente em bebidas esportivas.

Apesar de também ter menos concentração de álcool (2,3% contra 4,8%), os cientistas garantem que o líquido ficou com o mesmo gosto de uma cerveja normal.


A pesquisa teve início, na verdade, como uma tentativa de diminuir os efeitos negativos do álcool em pessoas desidratadas. A questão é que muitos dos sintomas associados à ressaca são causados pela desidratação.

De maneira simplificada, quando o álcool entra na corrente sanguínea, bloqueia uma enzima que facilita a reabsorção da água no corpo. Isso faz os rins mandarem o líquido direto para a bexiga --o que causa as diversas idas ao banheiro.

Esse quadro faz com que outros órgãos "roubem" água do cérebro, o que causa dor de cabeça no dia seguinte, e com que haja perda de nutrientes como sódio e potássio, cuja falta causa náuseas e fadiga.

Todos os sintomas são aliviados porque a cerveja "anti-ressaca" supre essas substâncias.

A pesquisa foi publicada no "International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism".

 
Copyright © 2014 » 2016 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários