Destaques

A tristeza é a emoção mais longa dos seres humanos e pode durar até 5 dias

Estudos indicam que existem diferenças na duração de cada tipo de emoção humana. Entre todos os sentimentos que podemos ter, a tristeza é a emoção que dura mais tempo.

Uma italiana falou mal do ex-marido para o filho e vai ter que pagar o equivalente a R$ 104 mil

Depois da separação, a mãe não buscou curar a relação na direção de uma saudável e necessária recuperação para o crescimento equilibrado do menor, segundo o juiz.

11 curiosidades sobre tomate

O tomate está no dia a dia do brasileiro e também de outras nacionalidades, como a Itália. Mas o fruto tem diversas curiosidades que às vezes passam despercebidas.

30 curiosidades que você não sabia sobre os cachorros.

Será que você conhece tanto assim sobre os cachorros? Veja nosso artigo

Você quer que a Curiozone poste mais sobre Automóveis?

Envie um e-mail para curiozonebr @ gmail.com com sua sugestão.

Astronomia

Corpo Humano

Games

Bizarrices

24/03/2017

Steve Kerr, o homem de 58 anos que fez vaquinha para ir lutar pela 3ª vez contra o Estado Islâmico

Muitos quando se aposentam, pensam em aproveitar melhor a vida, viver no deleite das viagens ou mesmo em casa descansando, mas não é o que caso do ex-comerciante Steve Kerr, que está empenhado em pedir a ajuda de amigos para partir rumo a Raqqa, na Síria, e combater o Estado Islâmico pela 3ª vez.


Steve foi um dos oito britânicos que auxiliaram os rebeldes curdos contra o ISIS.

“Eu já atirei em muitas pessoas. Mas quantas eu matei, eu já não sei”, disse ele.

A carreira militar dele começou na década de 70 e, desde então, ele combate em campos de batalha, volta para casa e volta para a luta.

No ano de 2003 ele se tornou dependente de maconha e chegou a roubar dinheiro de um banco em que trabalho. Após cumprir nove meses de prisão, ele resolveu ter uma vida normal, até decidir entrar em contato com os rebeldes curdos e decidir ir ajudar a destruir o Estado Islâmico.

Fonte: The Sun

23/03/2017

Como impedir que o cabo do seu celular estrague

Enquanto a tecnologia de carregamento sem fio ainda não chega aos principais smartphones do mercado, os consumidores precisam se virar com os tão odiados cabos. Na maioria das vezes, esses acessórios são frágeis e caros.


Então, para impedir que você gaste uma fortuna comprando novos cabos todos os meses,   listamos agora cinco dicas para garantir que o seu cabo não quebre (ao menos não tão facilmente).

1. Use uma mola

A maioria dos defeitos acontece nas extremidades do acessório, que acabam sofrendo muita pressão para algum dos lados. Para evitar que o cabo se dobre, o melhor a fazer é utilizar uma pequena mola (daquelas encontradas dentro de canetas) para envolvê-lo.

2. Misture amido de milho com silicone


Parece algo bizarro, mas um vídeo no YouTube
 ensina como fazer uma mistura envolvendo amido de milho e silicone para criar uma massa flexível que vai proteger a extremidade dos cabos. A aparência não fica das melhores, mas em temos de usabilidade o método parece bem eficiente.


3. Protetores de cabo

Uma opção mais barata e bonita são os protetores de cabo. É possível encontrá-los facilmente na internet, principalmente em sites como o Mercado Livre. O preço varia de acordo com o modelo, mas conseguimos encontrar alguns deles custando R$ 1.

4. Envolva com fita isolante

Se a proteção emborrachada que protege os fios já estiver desgastada, é melhor envolvê-la com fita isolante para evitar que os fios fiquem expostos. O problema é que a fita isolante não é tão protetora e, por isso, é aconselhável que se combine esse método com o da mola.

5. Utilize um tubo termo retrátil


O produto é encontrado por preços entre R$ 10 e R$ 25 na internet e, além de proteger, deixa o cabo até com um visual bacana. O problema é que a aplicação não é tão fácil e exige que o cabo seja aquecido usando um isqueiro.Este vídeo do site iPod School explica como aplicar a proteção em um cabo do iPhone. 

19/03/2017

O que veio primeiro, o ovo ou a galinha? A ciência responde: é a galinha!

De acordo com uma equipe de pesquisadores da Universidade de Warwick e Sheffield, ambas da Inglaterra, a resposta para a antiga pergunta “O que veio primeiro, o ovo ou a galinha”?, foi encontrada: é a galinha. Ou melhor, uma proteína da galinha.

Há muito tempo os cientistas acreditavam que uma proteína encontrada na casca do ovo da galinha, a ovocledidina-17 (OC-17) exercia um papel fundamental na formação do ovo. Resultados de estudos em laboratório mostraram que a proteína influenciava a transformação do carbonato de cálcio em cristais de cálcio. De que forma isso acontecia, no entanto, ninguém sabia.


Agora, os pesquisadores britânicos utilizaram um supercomputador para criar simulações que mostram exatamente qual é o papel da proteína. A OC-17 se une a superfícies amorfas de carbonato de cálcio dentro da galinha e estimula a formação de cristais de cálcio. Esses cristais vão se juntando até formarem toda a casca do ovo.

“Essa descoberta é interessante no sentido de explicar que a galinha propriamente dita passou a existir antes da formação do ovo calcificado, de casca dura”, diz o chefe do Departamento de Biologia Animal da Unicamp, João Vasconcellos Neto. 


Ele explica que o ovo, enquanto forma embrionária envolta ou não por uma estrutura de proteção, existe há muito tempo. “Na escala evolutiva, as aves derivam dos répteis e eles já colocavam ovos muito antes da existência de qualquer galinha”. Ele lembra que existem muitos insetos e anfíbios que também colocam ovos.

Fonte: VEJA

17/03/2017

Ivar Giaever, o Nobel de Física norueguês que não acredita no aquecimento global

O físico e prêmio Nobel norueguês Ivar Giaever renunciou à American Physical Society (APS) por discordar de sua postura com relação às mudanças climáticas, disse uma porta-voz da entidade.

"Posso confirmar que (Giaever) renunciou", disse Tawanda Johnson, porta-voz desta respeitada sociedade americana de Física, destacando que Giaever, de 82 anos, enviou uma carta informando sua decisão à diretora-executiva da APS, Kate Kirby, na terça-feira.

"A razão é que ele está em desacordo com a postura da APS sobre as mudanças climáticas", explicou Johnson. Com 48 mil membros, a APS adotou uma declaração de política nacional em 2007, na qual estabelece: "a evidência é incontestável: o aquecimento global está acontecendo". No ano passado, outro cético das mudanças climáticas, o professor Hal Lewis, da Universidade da Califórnia, também deixou o grupo, alegando que o aquecimento global é uma "fraude" e um "engano pseudo-científico".


Em declaração emitida após a saída de Lewis, a sociedade anunciou que "no tema do aquecimento global, a APS destaca que praticamente todos os cientistas de renome estão de acordo (...) de que o dióxido de carbono está aumentando na atmosfera devido à atividade humana". Giaever, que foi um dos ganhadores, em 1973, do Nobel de Física por suas "descobertas experimentais com relação aos fenômenos de túneis de semicondutores", não respondeu a um e-mail da agência "AFP "solicitando comentários.

Johnson disse que a posição de Giaever representa uma minoria da comunidade científica e que embora a APS esteja "decepcionada" com a sua partida, não tem a intenção de mudar sua posição. "Não há membros renunciando em massa ou coisa parecida", disse a porta-voz da APS.

Fonte: Terra

16/03/2017

Depois de tentar emplacar uma cópia do snap no Instagram e no WhatsApp, Zuckerberg pode lançar também o Facebook Stories

Imagina só a seguinte situação: você acorda, caminha até o espelho e encontra uns vídeos de amigos rolando no canto do vidro — Mirror Stories, talvez? Enquanto isso ainda não acontece, a obsessão de Mark Zuckerberg pelo Snapchat agora chegou ao Facebook, praticamente fechando o portfólio de produtos.

Vamos lá: Instagram, WhatsApp e Facebook. Os principais produtos de Zuckerberg agora contam com as histórias em fotos e vídeos em uma área dedicada. Este último, que foi batizado de Facebook Stories, começou a ser liberado hoje para mais regiões no mundo e usuários com celulares Android e iOS.

Você usa o Snapchat? Então deve ter notado que as investidas pesadas de Mark Zuckerberg estão fazendo um certo sucesso, já que muitos usuários relatam queda nas visualizações. Você sentiu isso? Diga nos comentários.


O Facebook Stories será praticamente igual ao Instagram Stories, com as mesmas funções e capacidades — e os vídeo e fotos também ficam apenas 24 horas no ar. A rede social “mãe” deve ganhar uma área própria para isso, como você vê nas imagens.

O que você acha? O Facebook Stories é uma pá de cal no Snapchat? Vale notar que ainda não há uma data para a função chegar ao Brasil.

Cansou de Snap? Calma que tem mais: Facebook Stories vai chegando:


Fonte: Tecmundo

15/03/2017

A polícia japonesa parece estar frente a um fenômeno: a falta do que fazer

Pelo 13º ano seguido, a criminalidade no Japão está caindo. Existem cabines de polícia espalhadas por toda a cidade de Tóquio. São chamadas de koban. Servindo a uma população de mais de 13 milhões de pessoas, não deveria faltar trabalho aos policiais.

Mas eles são acionados, quase sempre, para ajudar gente perdida a encontrar um endereço ou receber carteiras, bolsas, achadas nas ruas. Não passa muito disso.

Os índices de criminalidade no Japão estão em queda há 13 anos. Os dados de 2015 foram divulgados agora em novembro. Em relação a 2014, o total de crimes caiu mais de 9%. Os homicídios ficaram abaixo de mil, uma redução de 11,5%.

Isso significa que, enquanto o Brasil possui uma taxa de homicídios de 27 vítimas para cada 100 mil habitantes, no Japão a mesma taxa é de 0,73.

Em 2015, bandidos armados provocaram a morte de cinco pessoas no Japão todo. Em 2014, foram 15 casos.


A tranquilidade de se andar pelas ruas a qualquer hora do dia, vale também para os policiais. Yasuo Sawai é advogado, mas já foi da polícia de Tóquio. Conta que durante os cinco anos patrulhando as ruas, não disparou um só tiro. Nunca sentiu necessidade, pois, segundo ele, o máximo de risco que um policial normalmente corre é enfrentar bêbados.

Ele disse como vê as notícias de violência em outros países: "Não existe troca de tiros aqui, eu vejo essas cenas como se fosse uma guerra." 

Mas nem tudo é perfeito. Com o envelhecimento da população japonesa, a fatia de idosos cometendo crimes tem aumentado. Em 2015, pessoas com mais de 65 anos responderam por 20% dos delitos.

Fonte: G1
 
Copyright © 2014 » 2016 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários