26/11/2015

Hackers invadem site do Estado Islâmico e põem anúncio de Viagra

Um coletivo de hackers conhecido como Ghost Security Group (GSC) anunciou esta semana ter derrubado um site de propaganda do Estado Islâmico na deep web - parte da internet que não pode ser localizada por motores de busca como o Google. No lugar da página, os ativistas incluíram um anúncio interativo de medicamentos, incluindo o estimulante sexual Viagra.

A página pode ser acessada por meio de browsers específicos para a navegação na deep web, como o Tor. A mensagem deixada pelos hackers diz "Aqui tem muito ISIS", em referência à sigla em inglês do grupo terrorista. "Fique calmo. Muita gente está interessada nessas coisas de Estado Islâmico". Confira como era a página antes do ataque:



O texto pede ainda que o visitante "aprecie este amável anúncio enquanto nós melhoramos nossa infraestrutura para darmos a você o conteúdo de Estado Islâmico que você busca tão desesperadamente". Logo abaixo, um banner gera imagens aleatoriamente de diversos medicamentos, incluindo Viagra e o anti-depressivo Prozac, entre outros.



Segundo o GSC, é a primeira vez que uma página do grupo terrorista na deep web é derrubada. O coletivo é com frequência associado ao Anonymous, grupo de hackers espalhados pelo mundo que declararam "guerra" ao Estado Islâmico após os ataques terroristas em Paris, na França, semanas atrás.

Fonte: Olhar Digital
Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2017 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários