17/08/2016

Uma jovem britânica mentiu ao dizer que seu pai a tinha estuprado se baseando no livro '50 tons de cinza'

Uma garota britânica passou dos limites por mentir em plena corte depois de acusar o próprio pai de estupro e usar frases do livro 50 Tons de Cinza, de E.L. James, durante o julgamento. A jovem foi desmascarada pela advogada de defesa do pai, que percebeu que os trechos dos depoimentos eram retirados direto do livro.

Mais tarde, ela admitiria ao New York Daily News que fez a acusação só por estar com raiva do pai por conta das muitas regras e restrições impostas por ele, mas que nunca em toda sua vida foi de fato abusada sexualmente por ninguém.

A advogada de defesa do pai da menina, Cathy McCulloch, publicou um post em seu blog que em questão de horas se espalhou rapidamente pela internet e em seguida foi amplamente divulgado pela imprensa britânica. Segundo Cathy, a então suposta vítima alegava que foi estuprada pelo pai durante oito anos. A advogada disse que o depoimento da menina à polícia, foi extremamente convincente, enquanto o pai dela não tinha nenhum argumento de defesa a não ser um simples e direto "eu não fiz nada".

McCulloch, porém, reparou que, no depoimento à polícia, algumas expressões usadas para descrever os crimes e como ela se sentiu durante os estupros pareciam "muito adultas para a idade dela". Além disso, o pai disse à advogada que o livro favorito da filha era sobre uma jovem que se relaciona com um milionário, que "a ensina sobre arte", mencionando o título do livro, sem saber que é um romance sadomasoquista.

"Eu a interroguei, sem confrontá-la inicialmente. Ela concordou que seu pai era um homem rígido, e estava com raiva por ter arruinado a sua vida. Então eu a deixei falar e pulei logo para a pergunta final: se ela estava com tanta raiva do pai que tinha inventado tudo. Ela hesitou. Eu mencionei as semelhanças incríveis entre o livro e o depoimento de antes. Ela desabou e admitiu que era verdade. Disse que tinha inventado tudo porque estava com raiva dele e queria que ele aprendesse uma lição", escreveu a advogada.

Parece que os famosos e picantes livros de E.L. James estão sendo usados de forma bem errada por alguns fãs.

Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2017 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários