22/12/2016

Masturbação: saiba como diferentes países punem a prática em público

Um homem sueco de 65 anos foi pego se masturbando em uma praia de Estocolmo. Ele foi inocentado das acusações de agressão sexual após o tribunal ter decidido que suas atividades não foram direcionadas a uma pessoa específica. Mas, e se ele fosse flagrado em outros países, o que aconteceria? Confira abaixo a lista de possíveis punições encontradas pelo mundo, listadas pelo jornal The Guardian.


Reino Unido: 14 dias de prisão 
Várias leis indicam que a masturbação em público é uma ofensa para qualquer um. A pena total depende de uma série de fatores circunstanciais.

Arábia Saudita: três anos e 300 chibatadas 
Em março de 2004, um tribunal condenou um professor a três anos de prisão e 300 chibatadas por declarar que a masturbação (assim como a homossexualidade, o tabagismo e música) era admissível. 

Indonésia: decapitação 
Segundo o jornal, a maioria dos resultados de pesquisa leva a crer que a penalidade para a masturbação na Indonésia é a decapitação. Mas uma consulta formal feita ao secretário de informações da embaixada do país mostra termos do referido artigo 281 da legislação nacional, em que a pena máxima é de reclusão por 32 meses.

Brasil: circunstâncias especiais 
Em 2011, uma mulher com compulsão orgástica, que chegou a precisar se masturbar até 47 vezes ao dia, levou o seu caso ao tribunal e conseguiu o direito a uma pausa de 15 minutos no trabalho a casa duas horas. Ela também segue tratamento com ansiolíticos para reduzir a compulsão. 

Alabama: ilegal, se for artificial 
Nos Estados Unidos, as leis variam entre os estados. Em 2009, a Suprema Corte do Alabama proibiu a venda de “qualquer dispositivo concebido principalmente para a estimulação dos órgãos genitais humanos” em um esforço para atingir as vendas de máquinas de masturbação. 

Carolina do Norte: ficha criminal 
Na cidade de Charlotte, ser pego se masturbando em público é uma contravenção. 

Texas: dois anos de prisão 
De acordo com o Tribune Herald, uma nova medida que entrará em vigor em 1° de janeiro de 2014 fará com que muitas formas de masturbação masculina sejam ilegais. “As exceções incluem doações de esperma, que agora só devem ser realizadas em uma instalação hospitalar designada.”

Fonte: Portal Terra
Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2017 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários