31/12/2016

Um homem foi reformar a casa e acabou encontrando uma mala com o equivalente a R$ 73 mil

Às vezes, o grande tesouro que a gente procura na vida está bem debaixo no nosso nariz. Não estamos falando de família, amigos, bichos ou qualquer coisa do tipo, mas de algo, digamos, de valor mais concreto: dinheiro! Esta é a história de um sujeito de 35 anos, que não quis ter seu nome revelado, mas que encontrou muita grana escondida no porão de sua casa.

O rapaz contou o ocorrido em uma rede social na internet e teve a história replicada por vários veículos de comunicação, como o jornal britânico "Mirror". Já faz alguns anos que ele e sua família compraram uma casa construída nos anos 40.

Recentemente, ele decidiu reformar a residência. Começou pelo segundo andar, passou para o primeiro e, quando chegou ao porão, veio a surpresa. Lá, ele encontrou uma maleta verde, antiga e puída, escondida embaixo de folhas de papel e de jornais antigos.


Dentro da mala, estavam guardados US$ 23 mil (cerca de R$ 73 mil) em notas de US$ 20, US$ 50 e US$ 100. Bela grana, não? Pois o tesouro pode valer ainda muito mais, já que algumas das notas encontradas são extremamente raras.

O homem do tesouro já contratou um advogado para entender como deve proceder. Ele espera usar o dinheiro para pagar o financiamento da casa onde encontrou a mala de dinheiro. Nada mais justo!

Fonte: UOL
Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2017 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários