13/02/2017

Gengis Khan realmente matou 1.748.000 pessoas em uma hora?

Depois que a Guerra Fria acabou, o papel de Gengis Khan como o pai da Mongólia foi cada vez mais celebrado. Sob o domínio soviético, os mongóis não podiam sequer pronunciar o nome de Khan em voz alta. Agora, no entanto, os mongóis podem visitar a recém descoberta tumba do imperador. Tantos produtos relacionados têm surgido nos últimos anos, que o governo mongol está pensando em patenteá-los como "Gengis Khan" a fim de proteger a integridade do nome de Khan.

Esse ressurgimento de popularidade também tem feito algumas pessoas repensarem sobre Gengis Khan. Ele foi um sanguinário cruel ou um estadista bom e justo? Embora seu império não tenha deixado para trás artefatos tangíveis, como arquitetura ou arte, o papel de Khan como campeão da diplomacia, tolerância religiosa e direitos iguais para as mulheres servem como legado suficiente? E as lendas sangrentas que acompanham Genghis Khan?

Talvez nenhuma outra figura histórica tenha tantas mortes relacionadas ao seu nome como tem Genghis Khan. Uma rápida espiada nas muitas listas de suas supostas heranças mostra uma atribuição recorrente e surpreendente: diz-se que Genghis Khan teria matado 1.748.000 pessoas em uma hora.


É indiscutível que Khan tenha matado uma grande quantidade de pessoas, mas é impossível que ele ou qualquer outra pessoa tenha pessoalmente tirado tantas vidas em um tempo tão curto, contudo, para Khan ter matado tantas pessoas em uma hora, ele teria que tirar a vida de 29.133 pessoas por minuto e é claro que isso não pode ser possível, mas qual é a história por trás dessa incrível, embora falsa, lenda? E por que um número tão específico? Vamos ver.

O número 1.748.000 se refere à população estimada em abril de 1221 de uma cidade persa chamada Nishapur. Essa cidade, localizada onde hoje é o Irã, era um centro cultural agitado durante a época de Khan. E durante a sua campanha no oeste, seguindo sua vitoriosa conquista da China, Nishapur foi uma das cidades saqueadas pelas tropas de Genghis Khan.

Genghis Khan (cujo nome significa "Dominador Universal" em altaico, seu idioma nativo) era algo como um conquistador populista. Ele geralmente seguia uma regra auto-imposta que determinava que aqueles que se rendessem a ele teriam permissão para viver. 

O povo comum era quase sempre poupado, enquanto seus governantes geralmente eram mortos. O mesmo destino tiveram todos os que ousaram resistir. Em Nishapur, o genro favorito de Khan, Toquchar, foi morto por um habitante de Nishapur que o atingiu com uma flecha. Não está totalmente claro se uma revolta aconteceu após as tropas de Khan terem tomado a cidade ou se o evento fatal aconteceu durante um cerco inicial.

De qualquer maneira, isso provou ser uma garantia de morte para os habitantes da cidade. A filha de Khan ficou desolada com a notícia da morte de seu marido e pediu que matassem todas as pessoas de Nishapur. As tropas de Khan, lideradas pelo seu filho mais novo, Tolui assumiram a terrível tarefa. Mulheres, crianças, bebês (e até cães e gatos) foram todos assassinados. Preocupado com alguns dos habitantes que estavam feridos, mas ainda vivos, a filha de Khan supostamente pediu que cada habitante de Nishapur fosse decapitado e que suas cabeças fossem empilhadas em pirâmides. Dez dias depois, as pirâmides estavam completas.

O número exato dos mortos em Nishapur durante o cerco é questionável, mas parece que muitas pessoas foram mortas e decapitadas. Entretanto, não existe evidência de que Genghis Khan estava na cidade quando o massacre aconteceu.

O motivo de as lendas alegarem que esses eventos aconteceram em apenas uma hora não é claro. E quanto as mortes terem sido atribuídas diretamente a Khan é igualmente obscuro. Ainda mais difícil de entender é como a idéia se perpetuou em tantas listas de estatísticas impressionantes.

Mesmo assim, muitas pessoas morreram nas mãos de Genghis Khan ou de seus homens. Mas de uma forma estranha e indireta, ele trouxe de volta mais do que tomou. Graças às suas extensas viagens e seu apetite por mulheres, um estudo de 2003 descobriu que pelo menos 16 milhões de pessoas que estão vivas hoje, ou cerca de 0,5% da população global, são descendentes de Khan. [fonte: Zerjal, et al].

Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2017 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários