13/06/2017

Uma universitária forjou ter sido sequestrada para não ter que apresentar TCC

Na segunda-feira 02 de julho de 2012, a universitária Susan Paola Fadel Correia, de 22 anos, virou notícia em Belém, ela foi parar na TV, depois de confessar à Polícia Civil que forjou o próprio sequestro, por não ter terminado o trabalho de conclusão de curso (TCC) a tempo de apresentar. A polícia a indiciou por falsa comunicação de crime, e em caso de condenação pode pegar seis meses a um ano de prisão.

De acordo com o delegado Gilvandro Furtado, responsável pelo caso, a estudante não queria aborrecer a mãe porque no semestre anterior ela havia ficado reprovada na faculdade pelo mesmo motivo.

Na primeira versão apresentada, Susan Paola disse ter sido sequestrada por três homens em um veículo na avenida Almirante Barroso. Ela disse ter sido mantida em um cativeiro, com os punhos amarrados, por cerca de 24 horas.

A grande repercussão do desaparecimento da jovem, através da imprensa e redes sociais, foi apontado pela universitária como a razão para ter sido libertada pelos possíveis sequestradores.


Durante um novo depoimento, na Divisão de Homicídios da capital, Susan Paola decidiu contar a verdade e confessou a farsa. Ao diretor da Divisão de Homicídios, delegado Gilvandro Furtado, durante depoimento, Susan Paola contou que durante seu desaparecimento ficou hospedada na casa de um amigo. Ela, no entanto, alega que a pessoa que a abrigou e o casal que a levou para casa não têm nenhuma participação na farsa. Tudo teria sido planejado pela própria universitária.

Segundo o delegado, a confissão da jovem não encerra as investigações sobre o caso. A polícia permanece investigando o possível envolvimento de outras pessoas na farsa. “Paola Fadel alega que o dono da casa onde ela ficou hospedada e o casal que a encontrou na noite de quarta-feira não têm participação no crime, porém, a esta altura, a palavra dela não é confiável”, disse o delegado Gilvandro Furtado.

Depois do depoimento a jovem foi liberada, o que só aconteceu por se tratar, segundo a polícia, de um crime de menor potencial ofensivo, e mediante compromisso da universitária comparecer em audiência futura em um juizado criminal especial.

O portal G1 da Globo inclusive tentou contato com a jovem, mas a família de Paola não quis se manifestou sobre o caso.

Entenda o caso

A universitária Susan Paola Fadel Correia, de 22 anos, foi dada como desaparecida no dia 26 de junho de 2012, quando a mãe da estudante foi à delegacia denunciar o sumiço da filha. A polícia então, começou a investigar a hipótese de sequestro. Porém a jovem voltou para casa na noite do dia seguinte. Segundo Josineide Reinaldo, tia da estudante, a jovem teria sido sequestrada por três homens, e mantida com os punhos amarrados em uma casa durante quase 24h. Paola foi levada para a Divisão de Homicídios da Polícia Civil, onde prestou o primeiro depoimento.

Fonte: G1
Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2017 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários