25/09/2017

Vigorexia: o transtorno que faz com que homens não consigam parar de malhar

A obsessão por um corpo “perfeito” também é uma realidade masculina. Ainda que a cobrança seja muito mais forte com as mulheres, é cada vez maior o número de homens que lutam incansavelmente para conseguir o “corpo dos sonhos”.

A vigorexia é, basicamente, o nome dado ao transtorno de autoimagem que faz com que muitos homens simplesmente não consigam deixar de fazer musculação, em busca de um corpo com a musculatura extremamente definida – essa prática excessiva de musculação aumentou 45% entre os homens.


Essa é uma questão nova, mas que vem ganhando cada vez mais atenção, como no livro escrito Brian Cuban sobre a autoimagem masculina: “Eu sentia que havia uma falta de compreensão sobre a autoimagem masculina e transtornos alimentares masculinos, especialmente o transtorno dismórfico corporal”, explicou o autor em uma declaração publicada no The Huffington Post.

Preocupação em excesso

Cuban acredita que é importante voltar estudos sobre autoimagem para o público masculino, uma vez que isso sempre foi considerado um problema exclusivamente feminino. Para Kate Fridkis, é preciso aumentar o número de campanhas que valorizam todos os tipos de corpos masculinos, assim como já acontece com o corpo feminino. Ela afirma também que homens deveriam ser incentivados a falar sobre questões de autoestima com mais frequência.

De acordo com Sheri Jacobson, da clínica Harley Therapy, a vigorexia pode ser o resultado de homens que se preocupam demais com a aparência e que acreditam que são defeituosos de alguma forma, sempre acreditando que não estão musculosos o suficiente.


O jornalista e editor da revista Men’s Health, Jonathan Thompson, concorda. Ele diz que os homens estão cada vez mais condicionados a pensar que precisam ter barriga de tanquinho, peitoral largo e braços grandes. Para ele, muitos homens acreditam que uma forma física extremamente musculosa os faria sentir mais bem-sucedidos, atraentes e poderosos.

Outros pontos de vista

No entanto, é preciso não confundir esse transtorno com quem é adepto do fisiculturismo ou com homens que malham normalmente, nos lembra o personal trainer Rob Blakeman. “Existem, é claro, muitas razões pelas quais os homens vão querer parecer excessivamente musculosos”, ele diz, afirmando que o uso de termos “pseudocientíficos” não contribui para nada.

O fato é que a prática de atividades físicas é algo saudável e nos faz bem, especialmente pela liberação de endorfinas; porém, assim como o álcool, é possível que ela se torne um vício, que só não é visto ainda como tal porque traz benefícios para a saúde. A questão é que até mesmo uma coisa saudável, quando em excesso, tem seus efeitos negativos.

No caso das atividades físicas, quando praticamos excessivamente, podemos ter rupturas musculares e problemas de rim e de fígado, por exemplo. Além disso, em termos de saúde mental, há aumento de casos de depressão, agressão e ansiedade entre pessoas que passam dos limites na academia.

Ajuda

O ideal é sempre realizar uma autoavaliação psicológica e tentar descobrir o que pode motivar uma pessoa a malhar em excesso. Geralmente, existem traumas de infância por trás dessa busca obsessiva por um corpo perfeito, e, em alguns casos, a terapia psicológica é uma boa forma de encontrar uma solução para o problema.


Pedir a opinião de amigos e familiares também é uma atitude bastante válida, e se essas pessoas demonstrarem que estão preocupadas, é um sinal de que talvez esteja na hora de pegar leve na academia e, se for difícil demais diminuir o ritmo, buscar ajuda psiquiátrica e/ou psicológica – não há nada de errado em pedir ajuda a profissionais. É difícil aceitar que talvez isso seja necessário, mas essa aceitação é fundamental também.

Igualmente importante é ter sempre em mente que descansar é fundamental para que nosso corpo tenha saúde e consiga recuperar as energias. Tratar a si mesmo como uma máquina nunca é um bom negócio.

Fonte: Megacurioso
Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2017 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários