Se conecte com a gente

Aconteceu

Após 63 anos juntos, um casal nos EUA morreu com apenas 20 minutos de diferença

Jeanette, morreu primeiro às 17h10, Henry De Lange, morreu 20 minutos depois

Publicado

no

Foto: Reprodução/ABC News

Em agosto de 2016, um casal de idosos octogenários, que estavam há 63 anos juntos morreram, com 20 minutos de diferença. Henry, que era veterano da Guerra da Coreia, é a Jeanette De Lange, uma professora de música, casaram-se em 1953. Ela, de 87 anos que sofria de Alzheimer desde 2011, morreu primeiro, às 17h10; 20 minutos depois, no mesmo quarto em uma terça-feira, morria seu grande amor, Henry, que tinha câncer de próstata.

De acordo com informações da rede americana ABC News, Henry visitava diariamente sua mulher na residência da terceira idade onde estava internada em Platte, só que depois de várias quedas, os médicos aconselharam ele também a se internar.

“Colocaram mamãe e papai no mesmo quarto, o que foi muito doce. Na quarta-feira, quando entrou na residência, disse ‘não sei quantos dias tenho. Quantos dias mais o bom O senhor me terá aqui”, explicou um dos cinco filhos do casal, Lee De Lange, em uma entrevista à emissora KSFY.

No domingo, os médicos chamaram a família ao ver que o final já estava próximo. “O médico disse que o pulso de papai tinha piorado e avisado que achava que ele iria primeiro. Cinco minutos depois, o assistente disse que achava que mamãe iria em breve”, acrescentou.

“É incrível pensar que mamãe e papai morreram a apenas 20 minutos um do outro”, disse Lee, acrescentando ainda acreditar que foi um ato “providencial do amor e da misericórdia de Deus”.

A família que Henry De Lange e Jeanette De Lange formou; O casal morreu com apenas 20 minutos de intervalo em 31 de julho de 2016, após 63 anos.

O filho do casal ainda afirmou que a casa de repouso realizou uma pequena cerimônia para o casal depois que eles morreram. Lee disse ainda que muitos membros da equipe lhe diziam pensar que a cena e a história do casal eram semelhantes às de Noah e Allie no filme “The Notebook”.

Lee disse que não assistiu ao filme ou leu o livro, mas agora está “definitivamente interessado” em dar uma olhada em um futuro próximo.

“Acima de tudo, queremos dar a Deus toda a glória nesta história”, disse Lee. “Ele é tão gentil e misericordioso em permitir que eles vão para o céu juntos.”

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta