Se conecte com a gente

Curiosidades

7 vezes que uma arma de fogo não foi o instrumento usado para matar ou ferir alguém em uma briga de rua

Violões também matam… Ou melhor, podem ser usados para matar

Publicado

no

Nos dias de hoje a violência é algo que se tornou comum nos noticiários da televisão. Ferimentos ou até morte são causados por instrumentos como uma arma de fogo por exemplo. Por essa razão, há quem entenda que proibindo tais armas, a violência irá diminuir ou mesmo que as brigas de rua não irão terminar mais em morte, ferimentos e uma internação em estado grave no hospital.

Porém quem conhece bem os humanos, sabe que nada é impecilho para que alguém acabe atingindo outra pessoa, e não é a ausência de uma arma de fogo que fará com que tais transtornos não venham ocorrer.

Para provar isso, decidimos listar agora, as 7 vezes que uma arma de fogo não foi o instrumento usado para ferir alguém em uma briga de rua. Na nossa lista tem de tudo, desde martelos e copos, até facas, garrafas e inclusive uma pedra de gelo.

Violão

Iniciando nossa lista temos um instrumento musical, que na verdade virou um instrumento de assassinato, provando que absolutamente qualquer coisa pode ser utilizada para se matar alguém, inclusive um instrumento que deveria ser usado para momentos de descontração e entretenimento.

Tudo aconteceu quando um homem acabou sendo agredido e morto com golpes de violão na cabeça em uma madrugada, no Jardim das Nações, em Itatiba (SP). De acordo com a polícia, a vítima seria amante da mulher do autor do crime. O homem chegou a ser socorrido e levado à Santa Casa da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Militar foi chamada ao local por volta das 8h40 e o autor do crime foi preso. A Polícia Civil vai investigar detalhes do crime. O detalhe é que este havia sido o segundo caso de assassinato no Jardim das Nações em menos de 24 horas.

Copo

Vitor dos Santos Vaz de 46 anos é o nome de um tio que acabou sendo ferido por seu sobrinho com um copo, isso mesmo, um copo de vidro. Tudo aconteceu quando ele foi alvejado por volta das 02h44 por seu sobrinho Thiago Rodrigues dos Santos de 29 anos.

A briga, segundo a polícia foi por motivos banais mas acabou “rendendo” para Vitor, uma internação na UBS Coophavila de Campo Grande com um corte profundo em sua artéria maxilar, localizada entre o pescoço e a mandíbula. Thiago fugiu depois da briga, mas logo foi encontrado e preso.

Colher de Pau

Com certeza sua mãe, sua tia ou mesmo sua avó, usa aquela colher de pau para fazer deliciosos cozidos de panela ou então, bater aquele bolo de chocolate com cobertura de brigadeiro que você tanto gosta não é mesmo? Mas na mão de outros essa colher de pau pode ser usada não para fazer a melhor culinária, e sim como um instrumento de violência.

Assim foi em Florianópolis numa briga entre dois idosos, um de 65 e outro de 63 anos. Tudo aconteceu depois de uma discussão. Ambos trocaram socos e pontapés. O mais velho acabou atingido por um soco no rosto, que depois de ser ferido, armou-se com uma grande colher de madeira e atingiu o rival na cabeça com o objeto.

O golpe provocou uma fratura exposta no crânio do homem. Ferido, ele acabou levado por equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Governador Celso Ramos com traumatismo craniano e, durante a madrugada, foi submetido a cirurgia, onde permaneceu internado.

Grampeador

Definitivamente um grampeador é a salvação para quando você precisa juntar aquela papelada do trabalho de geografia que o professor pediu. Um grampeador pode ainda, auxiliar na tarefa do tapeceiro quando ele precisar forrar um estofado, mas na mão de pessoas erradas pode ser um belo instrumento de violência e foi assim com dois bandidos em Belo Horizonte, ao invés de usar a criatividade para fazer valer seu talento, usaram para praticar crimes.

Martelo

Esse importante instrumento é usado comumente para consertar objetos de madeira ou até mesmo instalar objetos na parede, enfim, as utilidades do martelo são mil e uma, mas certamente não está dentro dessas utilidades, usá-lo para atingir um homem por conta de uma briga de bar por duas cadeiras.

Os dois homens discutiram pela propriedade das cadeiras em um bar no Rio de Janeiro. Depois da discussão, Jorge César Campos teria quebrado uma barraca que fica na porta da casa de Marcos Gomes da Cruz. Ao observar o estrago, ele buscou o martelo em casa e teria perseguido a vítima. Ele deu quatro golpes na cabeça da vítima e um na barriga.

Pedra de Gelo

Importante para gelar aquele suco de goiaba no calor, ou então um refrigerante, a pedra de gelo pode servir até para fazer raspadinhas na praia, mas na mão de outros, pode ser também, um instrumento de violência.

Em 2015, o cantor Amado Batista teve que interromper seu show depois de ser atingido por uma pedra de gelo, felizmente não foi grave o ferimento mas causou um grande transtorno.

Foice

A foice é uma antiga ferramenta agrícola, que tem a característica peculiar curvilínea. É um importante instrumento de manuseio nas atividades de agricultura, principalmente para a colheita de cereais, mas que em mãos erradas pode também ser um instrumento de violência, como no caso do policial militar atingido na cabeça por uma foice durante uma ocorrência em Rio Negrinho, no Norte de Santa Catarina.

O detalhe curioso, é que o homem que acertou os policiais com a foice, morreu depois de ser atingido por um tiro. “Um policial precisou atirar para salvar a vida do colega”, afirmou o tenente-coronel.

E você, o que achou dessas situações? Qual a sua opinião em relação a isso? Qual foi o instrumento mais inusitado da lista? Deixe seu comentário abaixo.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta