20/07/2018

10 fatos curiosos e interessantes sobre o Exército Brasileiro que nunca te contaram

Não adianta, se você é homem com certeza vai passar por um dilema quando completar seus 18 anos. E pode ter certeza que essa dúvida não é por conta da faculdade e sim do alistamento militar. Com isso uma dúvida surge na cabeça de muitos, servir ao exército brasileiro é interessante?

Bom, antes de qualquer coisa, é preciso deixar claro que o alistamento militar é obrigatório para todo homem que tenha nascido no Brasil ou mesmo é naturalizado. Ele deve ser feito nos primeiros seis meses do ano em que se completa 18 anos. Pra que você tenha uma breve noção, só em 2016, cerca de dois milhões de jovens se alistaram, e somente 100 mil deles foram convocados (5%), ou seja, por conta do chamado "excesso de contingente" muitos que queriam, acabaram não podendo servir. O que mostra que apenas uma pequena parte dos inscritos acabam se juntando ao serviço militar. Hoje em dia é muito mais comum você "sobrar" do que acabar servindo.


E por que muita gente quer servir? Por uma razão muito simples: benefícios. É óbvio que nem tudo são flores, uma das tantas desvantagens que se tem servindo ao exército é o tempo que uma pessoa fica longe da família enquanto passa seus dias no quartel e se você tiver interesse em saber mais, nós da Curiozone trouxemos 10 fatos sobre o exército brasileiro que nunca te contaram. Dá só uma olhada:

Salário

O primeiro deles te encheu os olhos com certeza, só de ler o tópico. Isso porque muita gente ainda pensa que servir ao exército é algo que não rende nada e que é um trabalho de graça. Em momentos de crise, o exército pode ser uma boa saída para uma pessoa que quer uma garantir uma renda. Um recruta pode receber um salário mínimo durante todo o seu período no exército o que não significa grande coisa, mas se você decidir seguir uma carreira, seu salário pode chegar a proporções gigantescas.

Treinamento de guerra

Algumas vezes por ano, os recrutas vão para um campo do Exército, onde vivem seus dias de Rambo. Nos exercícios de guerra, eles têm de fazer de tudo: rastejar na lama, pernoitar dentro de pântanos, atravessar túneis de gás e até caçar o próprio alimento. E é bom fazer tudo direitinho – ou pode sobrar o olho da galinha pra alguém…

Aulas todos os dias

Pela manhã, os recrutas têm aulas teóricas nas chamadas salas de instrução. É lá que eles aprendem sobre os mais variados temas, como manuseio de armas, técnicas de sobrevivência em campos de batalha e – no melhor estilo “os brutos também amam” – até mesmo regras de etiqueta

Lições de como lidar com disciplina e hierarquia


Existem algumas coisas que são consideradas simples por alguns e que são o terror de outros, entre elas estão: ser organizado, acordar cedo, aprender a seguir ordens e hierarquia, ter controle de horário... Enfim, você sai de lá completamente diferente. Isso porque o tempo que uma pessoa passa no quartel ensina a ela como conviver com chefes e hierarquia em ambientes profissionais.

Quer entrar em forma? Seja bem vindo ao exército!


Atividades físicas são praticadas todos os dias em um quartel e por uma razão muito simples: é preciso deixar recrutas condicionados para qualquer emergência. Flexões, abdominais e corrida são apenas alguns dos treinos que um militar precisa enfrentar diariamente.

Rotina

Assim como imaginamos, a rotina de um soldado não é nada fácil. Logo ao acordarem, precisam arrumar o dormitório, se vestirem e dirigirem para o rancho, que é o nome dado ao local onde se toma o café da manhã. Com o toque de uma corneta, todos devem se dirigir à formatura. E isso significa a apresentação da tropa, que desfila, entoa hinos e fazem movimentos ensaiados.

Jogos Mundiais Militares

Acredite, soldados não vivem de apenas atividades físicas exaustivas. Uma forma de manter a forma física e aproximar também ao lazer, são os esportes. Muitos soldados sonham em participar dos Jogos Mundiais Militares. Se trata de um evento esportivo que é realizado a cada quatro anos pelo Conselho Internacional de Desporto Militar.

Toque da Alvorada


O dia começa bem cedo em um quartel, pontualmente todos os dias as seis horas da manhã. Os soldados acordam com o Toque da Alvorada, que consiste em um corneta que é tocada todos os dias. Isso marca o início da jornada de trabalho do exército e todos tem que se levantar ao primeiro toque da música. Por causa da rotina, muitos deles acordam até mesmo antes do Toque da Alvorada.

Profissionalização

Fora o treino militar, todos aprendem uma atividade profissional – os recrutas recebem um salário mínimo por mês. “Se algum serviço precisa ser feito no quartel, todos têm que ajudar”, diz a segundo tenente Lílian Novais, do 8º Batalhão de SP. E tem trabalho pra todo gosto: de marcenaria e mecânica a administração.

Tatuagem 

Quem quer servir o exército deve entender que tatuagens sempre se tratam de um assunto delicado. É preciso compreender que "funcionários do Estado", serão o reflexo não apenas do exército brasileiro, como também do país em que vivemos.

Além disso, tatuagens podem ser perigosas para militares, pois criminosos podem marcar pessoas por elas. O fato é que as tatuagens não são proibidas, o que se é analisado é o tipo de tatuagem, o que ela representa e onde ela será feita.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.
Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2018 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários