04/07/2018

Patrocinadores de Bruno Gagliasso recebem comentários e ator perde patrocínio depois de tweets postados por ele mesmo sendo homofóbico

O Twitter é famoso por ser uma plataforma meio que instantânea: o que você posta lá acaba viralizando até mesmo muito mais que no facebook. Isso pôde ser notado principalmente depois de Júlio Cocielo ter usado para postar uma piada que foi considerada racista por muita gente. O que nos leva a acreditar também, que a plataforma tem sido usada como um currículo ideológico, podemos dizer assim?

Bom, no cenário brasileiro, o problema para alguns youtubers começou quando Cocielo comentou que o atacante negro Mbappé conseguiria fazer “uns arrastão top na praia” pela sua velocidade.

Compartilhado no último sábado (30), o comentário foi replicado por muita gente e passou a ser a derrocada do humorista do YouTube, quando a mídia que pouco falava sobre ele, deu as atenções ao caso chocante e lamentável. Conhecido pela vida regada à benefícios de contratos com grandes marcas, o jovem de Osasco viu seu nome se tornar manchete no país inteiro, ao mesmo tempo em que o saldo bancário diminuía. Isso porque patrocinadores como Coca-Cola, adidas, Submarino e Itaú decidiram romper ligações com ele.

Com sua vida virtual revirada, vários outros tweets tão racistas quanto vieram a tona e os usuários começaram a investigar a posição de alguns de seus colegas. Preocupado com a atitude, o influenciador apagou a impressionante marca de 50 mil comentários em sua conta oficial no Twitter, mas já era tarde demais porque gente muito influente também já tinha condenado sua atitude em público. O problema dessa história toda se dá quando outros influenciadores que condenaram essa atitude não tiveram o mesmo cuidado de observar se tinham telhado de vidro.

Bruno Gagliasso é um deles que agora, depois de ter seus tweets antigos revelados, pode estar em vias de perder o patrocínio da marca Olympikus, caso a empresa decida ouvir as denúncias de vários comentários feitos em sua página.


Os tweets de Bruno Gagliasso que fazem menções a atitudes consideradas homofóbicas pela comunidade foram retweetados.



Na postagem da página da Olympikus, que se pode acessar clicando aqui, diversos comentários em público pedindo posicionamento da empresa. Abaixo, estão apenas 3 dos principais:


A assessoria de imprensa da Olympikus e a de Bruno Gagliasso foram procuradas pela redação da Curiozone, mas até a publicação dessa matéria não responderam nosso contato.
Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2017 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários