17/09/2018

Como funcionam as redações de jornalismo da grande mídia? Depois de um experimento, Danilo Gentili explicou

Danilo Gentili fez uma revelação: ele está preparando um documentário! Mas não é um documentário qualquer, ou um que contará sobre sua vida. É um documentário mostrando a realidade que acontece hoje em dia em grande parte do jornalismo no Brasil. O documentário segundo ele, vai se chamar: "O limite do humor" e para isso, ele já começou a coletar muito material por aí.


Na última semana, o que aconteceu com ele foi mais um caso desses. Em um vídeo que já conta com mais de 100 mil visualizações, Danilo inicia explicando que está coletando esse material e que a ideia desse documentário, é mostrar que a imprensa, ao invés de cumprir seu papel de agente de informação, acaba sendo militante:

"...o jornalista hoje, ao invés de passar a informação, apurar os fatos e "passar" os fatos, ele fica militando por seu partido, por sua ideologia pra convencer a população da verdade que ele quer, muitas vezes, construir só pra fazer propaganda ideológica." — conta Danilo.

"As vezes nem é verdade, mas o jornalista hoje no Brasil, ajuda uma mentira a virar verdade se isso for positivo pra propaganda do partido, do político que ele venera. O documentário é sobre isso porque até os humoristas estão nessa mira, como eu sou humorista e desde o início essa perguntinha: "Qual é o limite do humor?" intimida toda minha classe, eu tô fazendo um documentário sobre isso..."

Ele continua revelando o caso mais recente, que foi quando grupos feministas, dizendo representar todas as mulheres do país, subiram a tag #CalaBocaGentili no twitter, o que fez os jornalistas militantes, mais uma vez, entrarem em ação.

Danilo explicou o que aconteceu antes de tudo. Ele percebeu que muitos desses jornalistas estavam entrando em contradição com o discurso de alguns anos atrás. Danilo contou que  nas últimas eleições pra presidente, o discurso das feministas e o da imprensa era o da sororidade. Que, entre outras coisas, para não ser machista, era necessário votar em uma mulher para que mais mulheres estejam no poder, independente de suas propostas:




Percebendo que nessas eleições contudo, o candidato das feministas era ou Ciro Gomes, ou Fernando Haddad ao invés de Marina Silva, que é uma mulher, Danilo então decidiu postar o seguinte:


Essa pequena constatação fez com que robôs e grupos feministas, dizendo representar todas as mulheres, subissem a tag #CalaBocaGentili. Logo então a imprensa noticiou que esse fato foi espontâneo, dizendo que foi a internet inteira (opinião pública da maioria) e não apenas os militantes. O problema é que, logo em seguida, para provar que não foi bem assim, a tag #FalaMaisGentili também subiu no Twitter em 1º lugar. Entretanto, nenhuma matéria foi feita sobre isso.

Assista ao vídeo de Danilo:


Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2018 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários