10/12/2018

O verdadeiro problema exposto no caso do vira-lata no Carrefour

Um cachorrinho morto depois que foi agredido por um segurança de uma empresa terceirizada nas dependências da unidade de Osasco, SP do Carrefour, evidenciou mais uma vez um problema no país: cães abandonados. 

Depois do segurança que agrediu o cachorrinho ser detido na delegacia, entender que é obrigação do Carrefour se posicionar e não permitir que isso aconteça outra vez é absolutamente coerente. Até porque ninguém é a favor do incentivo a maus tratos contra animais. O que não é coerente no entanto, é manter os olhos em direção apenas a rede de hipermercados, enquanto um verdadeiro canil está à solta nas ruas do Brasil.


O Carrefour não vai fazer nada? Bom, já fez! E nada mais óbvio e sensato que decidir fazer o que fez depois do episódio. De acordo com a empresa, além do segurança já ter sido demitido, de agora em diante será criado o "PetDay", que será "um evento anual, no dia 28 de novembro, e outros com maior frequência, em memória ao Manchinha, com ações de conscientização da importância da causa animal a todos os colaboradores, em conjunto com a sociedade.", além disso, a multinacional francesa disse que vai trabalhar na melhoria na estrutura e equipamentos do Centro de Zoonoses de Osasco (SP), promover a revisão dos treinamentos de todos os seus colaboradores e prestadores de serviço, além de outras medidas como revisão dos procedimentos internos para encaminhar animais abandonados. Essa, que certamente é a principal e mais emergencial medida a ser tomada por eles.

Independente das motivações, sejam elas sinceras ou não, ficar de braços cruzados é que não seria justo. Mas o que chama mais atenção nas medidas anunciadas pela empresa, fica uma em especial que é a realização de feiras de adoção de animais em todo o país. Quantos depois da manifestação feita em frente a loja de Osasco já decidiram mudar os rumos dessa história?

Esse problema evidenciado no caso Manchinha não é nenhuma novidade. Isso porque de acordo com um levantamento feito pela OMS, cerca de 20 milhões de cães estão abandonados nas ruas de um país que tem cerca de 200 milhões de habitantes: o Brasil. 


Nos grandes centros, a estimativa da OMS é de que para cada cinco moradores, haja um cão, e 10% destes animais estão abandonados.

As consequências desse problema vão desde maus-tratos (como foi o caso do Manchinha), até morte por doenças, atropelamento e até mesmo brigas com outros animais e cachorros.

Para ajudar a mudar os rumos dessa história, as soluções são inúmeras:

Adotar um cachorro de abrigo

Se você está em busca de um novo cão, adotar é a melhor coisa que você pode fazer. Assim, além de estar salvando uma vida que tem poucas chances nesse mundo, você ainda abre espaço pra outro cão ser resgatado pela ONG.

Não tenha preconceito contra vira-latas

Os SRDs (sem raça definida, famosos vira-latas) são extremamente gratos, vão amar você incondicionalmente e são incrivelmente resistentes à doenças.

Ajude um animal de rua

Se você encontrar um animal na rua, não fique sem fazer nada. Leve-o até uma ONG que possa recebê-lo para castrá-lo e doá-lo com responsabilidade. Se você não tem como fazer isso, forneça água e comida para o cão, ele pode estar morrendo de sede e fome.

Ofereça lar temporário (LT)

Muitas ONGs não tem espaço para abrigar mais um animal ou pessoas dispostas a fazer isso. Elas precisam muito de pessoas disponível para ceder lar temporário. Isso significa que o cãozinho fica aos seus cuidados até achar uma família que o adote.

Ajude uma ONG com doações

Os protetores de animais travam uma batalha diária pra conseguir fundos para manter os animais resgatados. Se você puder contribuir com um valor mensal, mesmo que pequeno, será de grande ajuda pra eles.

Compre os produtos de uma ONG

Muitas ONGs vendem produtos pra conseguir pagar as despesas do tratamento dos animais. Se possível, ajude-as comprando os produtos que vendem.

Seja voluntário em uma ONG

Os protetores sempre estão precisando de gente pra auxiliar no trabalho. Você pode ajudar na limpeza, construção de canis e ambientes, voluntariando-se em feiras, oferecendo transporte, cuidando do marketing, respondendo e-mails e muito mais. Escreva pras ONGs da sua região e pergunte se precisam de alguma ajuda.

Compartilhe informações importantes

Se as pessoas sabem como cuidar dos seus cães, as vantagens da adoção e tantas outras coisas, isso repercute em animais mais felizes e em um mundo melhor. Sempre que você encontrar uma matéria importante, divulgue no seu Facebook, no Twitter ou por e-mail. Quanto mais gente souber, melhor.
Se você viu algum erro ou quer adicionar alguma informação ao nosso artigo, clique aqui

Os comentários postados a seguir, são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores e não representam a opinião particular de nenhum integrante da Curiozone. Como uma forma de ser mais acessível a todos, nosso site usa a plataforma de comentários do facebook. Dessa forma, se você se sentiu ofendido com qualquer comentário postado, fica muito mais prático e rápido denuncia-lo ao próprio facebook clicando aqui. O sigilo é 100% garantido e sua denúncia sempre será anônima.
 
Copyright © 2018 Curiozone // Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas de seus respectivos proprietários