Se conecte com a gente

Aconteceu

Com patrocínio do Facebook, golpistas faturam milhares de reais

Golpistas faturam milhares de reais criando páginas falsas e divulgando no Facebook

Publicado

no

Faturar centenas ou até mesmo milhares de reais aplicando golpes e ainda ter o aval de uma empresa multinacional parece não ser algo tão difícil assim. Imagine só você, uma oferta de R$ 710,00 por um Ar Condicionado LG split de 12.000 Btus. Parece uma oportunidade imperdível de aproveitar, ainda mais em meio a um calor de matar em pleno verão no Brasil, não é mesmo? Contudo, não passa de uma farsa. A suposta oferta seria das Lojas Americanas por meio de sua loja virtual, a americanas.com

Em uma rápida busca pelos comentários da página, você encontra logo de cara usuários reclamando que foram enganados.

E tudo isso com o aval do Facebook, que patrocina os anúncios em sua plataforma.

A promoção circula para vários usuários no feed da plataforma. Para conseguir recursos através de impulsionamento de publicações, o Facebook parece não se importar com o tipo de conteúdo que é submetido e o patrocina mesmo assim.

O nome é phishing

Segundo executivo da F-Secure na América Latina, Roni Katz, o nome da principal ameaça é phishing. Pra quem não sabe, o phishing é um método em que o hacker tenta obter dados pessoais do usuário por meio de criação de páginas falsas.

“Cria-se uma página falsa, às vezes uma promoção falsa, que direciona para um site externo, onde o usuário é instigado a colocar essas informações ou até mesmo para uma página que contém algum código malicioso que irá tentar infectar seu computador com um malware”, explica o especialista.

Phishing segue sendo patrocinado

Mesmo com conteúdo claramente sendo fraude, a rede social segue impulsionando os anúncios em sua plataforma, demonstrando que não tem critérios para definir se uma postagem deve ou não ser patrocinada.

Estaria o Facebook sendo cúmplice do golpe?

Facebook pode ser responsabilizado

Segundo juristas, pelo fato de ter uma certa credibilidade e ser uma empresa de renome, o Facebook pode ter de indenizar os usuários por patrocinar tais golpes e ainda promover sem qualquer critério, golpistas na plataforma.

Além disso, a Lojas Americanas ainda pode acionar a justiça contra o Facebook por promover as fraudes em sua plataforma.

O que a Lojas Americanas diz sobre o caso

A Curiozone, entrou em contato com a assessoria de imprensa da Lojas Americanas, que após a publicação da reportagem, informou que: “A Americanas recomenda aos clientes que confiram sempre os produtos e seus preços no site, aplicativo e redes sociais oficiais da marca. Além disso, que fiquem atentos a campanhas com preços muito baixos, principalmente relacionadas a produtos de informática, eletrônicos e eletrodomésticos. A Americanas possui um Guia de Segurança com informações para que os clientes possam fazer suas compras na internet de maneira mais segura, que está disponível na parte inferior, na aba ‘Mais Informações’ do site oficial ou pelo link disponível clicando aqui

Publicidade
1 Comentário

1 Comentário

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta