Se conecte com a gente

Aconteceu

EUA oferecem recompensa de US$ 15 milhões pela captura do ditador Nicolás Maduro

Acusação contra Maduro e outras autoridades alega que eles conspiram com o grupo guerrilheiro colombiano Farc para enviar cocaína para os EUA e outros países.

Publicado

no

O ditador Nicolás Maduro e outras autoridades venezuelanas foram acusadas criminalmente pelo Departamento de Justiça dos EUA. As acusações são relacionadas a envolvimento com narcotráfico. Por informações que levem à captura do líder chavista, o Departamento de Estado americano ofereceu uma recompensa de US$ 15 milhões.

Eles são acusados de “terem participado de uma associação criminosa que envolve uma organização terrorista extremamente violenta, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e de um esforço para inundar os Estados Unidos com cocaína”, afirmou o procurador-geral americano William Barr.

Pra quem não sabe, essa acusação é uma ação que quase não acontece por parte dos EUA contra um chefe de Estado e marca na história, uma grave escalada contra Maduro por Washington, num momento em que algumas autoridades americanas apontam que o presidente Donald Trump está cada vez mais frustrado com os resultados de sua política na Venezuela.

Maduro rejeitou as acusações. “Há uma conspiração dos Estados Unidos e da Colômbia e eles deram a ordem de encher a Venezuela de violência”, disse no Twitter. “Como chefe de Estado, sou obrigado a defender a paz e a estabilidade em toda a pátria, sob quaisquer circunstâncias”.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta