Se conecte com a gente

Ciência

Novo coronavírus não foi criado em laboratório, diz estudo

Se fosse o caso de ser uma manipulação genética, um dos vários sistemas genéticos disponíveis provavelmente teria sido usado para desenvolvê-lo.

Publicado

no

Foto: Wang Yuguo/Xinhua via AP

Embora muitos digam que o novo coronavírus, chamado SARS-CoV-2 que surgiu no fim de 2019, veio de um laboratório, um estudo recente publicado na revista “Nature Medicine” descarta essa possibilidade. Pesquisadores dos Estados Unidos, Austrália e Reino Unido encontraram evidências de que características do genoma do novo coronavírus sejam provavelmente resultado de uma seleção natural.

Após análises bioquímicas e em comparação com outros tipos de coronavírus, os pesquisadores concluíram que o SARS-CoV-2 tem uma estrutura muito eficaz, capaz de se conectar e infeccionar as célular humanas. Isso seria resultado de uma evolução. Se fosse o caso de ser uma manipulação genética, um dos vários sistemas genéticos disponíveis provavelmente teria sido usado para desenvolvê-lo.

Os pesquisadores levantaram a hipótese de que animais como o morcego, podem ter servido inicialmente como hospedeiros, já que muitos casos no início do surto foram relacionados com um mercado de animais silvestres em Wuhan, na China.

Estudo de 2007 reforça posição contra teoria de criação

Em 2007, um estudo já alertava para o perigo do consumo de animais silvestres na China. Médicos de Hong Kong, publicaram um artigo que está disponível em PDF no site Clinical Microbiology Reviews, alertando que era só questão de tempo até que o pior acontecesse.

 

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta