Se conecte com a gente

Ciência

É possível uma mulher dar à luz gêmeos de pais diferentes?

Em um caso assim, se ela tiver relações com dois homens durante seu período fértil, poderá ser fecundada por ambos e ter gêmeos

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

Embora raros, é possível que você encontre casos em que uma mulher tenha filhos gêmeos de pais diferentes. É um fenômeno que é comum em animais mas que também pode muito bem acontecer em humanos. Esse tipo de caso veio à tona com a popularização dos exames de DNA, solicitados quando a dferença acentuada entre os gêmeos gerou desconfiança.

O nome disso é superfecundação heteropaternal e ela depende de uma conjunção de fatores para acontecer. É preciso, em primeiro lugar, que a mulher libere dois óvulos no mesmo ciclo menstrual. Em segundo, a mulher deve ter relaçoes com pelo menos dois homens diferentes durante o período de fertilidade (que dura mais ou menos cinco dias). Por fim, é preciso que os espermatozóides de ambos consigam realizar a proeza de fecundar os óvulos e os embriões se desenvolvam de forma adequada.

Pés de um bebê.

Em entrevista a revista Superinteressante, o ginecologista-obstetra supervisor da Clínica de Obstetrícia do Hospital das Clínicas de São Paulo afirmou: “A mulher geralmente apresenta uma única ovulação a cada ciclo menstrual, mas acontece, muito de vez em quando, de desenvolver dois ou mais óvulos”.

Bebês tomando banho na banheira.

Na literatura médica, casos assim são escassos. E, por motivos óbvios, só a minoria vem a público, como o da americana Mia Washington, divulgado pela rede de TV americana FOX 4, em 2009. Mia ficou surpresa com a diferença entre os filhos gêmeos, e decidiu então fazer um exame de DNA, descobrindo que as chances de os irmãos serem do mesmo pai era nula. Ela acabou tendo que admitir que teve um caso na época em que engravidou, mas o marido acabou assumindo o filho do amante como dele.

Não se sabe ao certo o que faz com que uma mulher, assim como também fêmeas de diversas outras espécies, produzirem mais de um gameta em um ciclo de reprodução. De acordo com o especialista em reprodução humana, o médico Arnaldo Cambiaghi, da clínica IPGO, isso acontece de modo natural, mas é bem mais comum se a mulher estiver fazendo um tratamento com indutores de ovulação.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta