Se conecte com a gente

Aconteceu

Para conter avanço da Covid-19, medida adequada era ter cancelado Carnaval, diz Drauzio Varella

Médico admitiu ter subestimado a gravidade da doença, pela falta de informações vindas da China, local onde o novo coronavírus surgiu.

Publicado

no

O doutor Drauzio Varella disse em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que até mesmo ele subestimou a gravidade da situação por falta de informações vindas do local onde surgiu o novo coronavírus: a China. Para Drauzio, a realização de grandes eventos no começo deste ano no Brasil, especialmente o Carnaval, foi essencial para a disseminação do novo coronavírus pelo país. Drauzio disse ainda, que as autoridades demoraram muito para tomarem medidas preventivas: “Nós fomos muito benevolentes com essa doença, fomos otimistas demais. Eu mesmo me penitencio por isso”, afirmou.

Drauzio Varella comparou a situação do Brasil com a da Espanha. “A Espanha está do lado da Itália e, quando a Itália decretou o isolamento para a população, os espanhóis fizeram aquela Marcha Para as Mulheres, com 200 mil mulheres no centro de Madri. Como admitiram aquilo? Como nós fizemos o Carnaval?”, questionou indignado durante a entrevista.

Segundo o doutor, o Brasil deveria ter cancelado grandes eventos. “Certamente o vírus se disseminou ali naqueles encontros de grande quantidade de gente”, afirmou na entrevista.

Recentemente, o biólogo Átila Iamarino, que previu 1 milhão de mortos no país até agosto, caso medidas de isolamento não fossem tomadas, sugeriu em seu twitter uma nova quarentena até o ano de 2022, com base em um estudo que segundo ele, quando publicou no twitter, iria “ler com mais calma”. Em fevereiro, Átila também disse em tom de brincadeira, que as pessoas não deveriam se preocupar com o coronavírus no carnaval.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta