Se conecte com a gente

Curiosidades

As máscaras caem: por que é importante usar máscaras em caso de despressurização de uma cabine de avião?

A despressurização da cabine é mais um susto que uma situação de fato perigosa, mas tenha cuidado.

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

Se você nunca na sua vida viajou de avião antes, saiba que antes da aeronave decolar, todos os comissários de bordo dão um recado simples e direto: “Em caso de despressurização da cabine, máscaras de oxigênio cairão automaticamente. Use as imediatamente”. E esse risco, mesmo com os parâmetros de segurança da aviação dos dias de hoje, sempre existe. Até porque se não existisse, o recado não seria dado.

Usar máscaras de oxigênio dentro de um avião como você já deve imaginar, é um protocolo de emergência. Nos filmes de suspense e terror, exemplos como esse não são tão incomuns. Em Plano de Voo (2005), Kyle Pratt decide acionar o sistema de emergência para que o avião fique com os corredores livres e ela possa procurar sua filha que foi sequestrada. Na cena do filme, muitas pessoas se desesperam com o aviso. Mas por que exatamente isso acontece e como funciona esse protocolo de emergência?

Passageiros em desespero com o aviso de despressurização da cabine no filme Plano de Voo (2005).

Bom, em primeiro lugar você deve entender o que é a despressurização de uma cabine de avião. Destin, do canal Smarter Every Day no YouTube, simulou a experiência, para conscientizar as pessoas da importância de se usar uma máscara de oxigênio em caso de despressurização. A experiência foi tão assustadora, que ele chegou a exclamar “Eu não quero morrer”, depois que seu cérebro não estava funcionando bem como deveria. O youtuber foi à NASA para viver a experiência de estar em uma cabine despressurizada em um avião (que é quando as máscaras de oxigênio caem).

Tudo acontece porque a cabine de um avião é como se fosse uma lata de refrigerante com gás: existe mais pressão dentro do que fora dela. É por isso que quando você abre a lata, boa parte desse gás é liberado na mesma hora. Esse mesmo efeito acontece em uma aeronave que sofre uma despressurização em altitude de ar rarefeito, quando a pressão da cabine fica exatamente igual a pressão atmosférica.

Como a saturação dos níveis de oxigênio caíram, Destin começou a ter hipóxia e em questão de minutos, foi possível ver como uma pessoa sem oxigênio de uma hora para outra pode ficar com náuseas, euforia sem conseguir reconhecer formas, sem conseguir mexer as mãos e nem mesmo colocar uma máscara para se salvar. É por isso que quando seu cérebro fica sem oxigênio, a coisa pode ficar bem feia.

O vídeo do youtuber está disponível abaixo com legendas em português, caso queira conferir:

Na simulação do vídeo, eles estavam em um ambiente de 25 mil pés com a cabine despressurizada, o que deu ao youtuber, de 3 a 5 minutos de consciência. A 35 mil pés, que é basicamente a altura atingida por voos comerciais, você terá alguns poucos segundos de consciência, no caso de despressurização rápida, já quando for lenta, o tempo de consciência é de até um minuto.

Calma, logo vai passar

Quando as máscaras de oxigênio caem, na mesma hora o comandante do avião abandona sua altitude de cruzeiro e desce para cerca de 2.000 metros, onde é possível respirar sem precisar da máscara, já que a pressão interna do avião fica igual a do lado de fora.

“Quando ocorre a despressurização a primeira coisa que os pilotos devem fazer é vestir as máscaras. Em seguida, o comandante pede autorização a torre de controle para descer a uma altitude onde é possível respirar normalmente. Quando a situação acaba, a tripulação avisa aos passageiros que já é possível respirar sem as máscaras”, explica o gerente da Gol.

Casos de acidente por despressurização

Mesmo sendo mais um susto do que uma situação perigosa propriamente dita, acidentes podem acontecer se os protocolos de emergência para despressurização não forem seguidos corretamente.

Em janeiro de 2016, um avião coreano teve passageiros começando a exibir sinais de hipóxia leve, incluindo dores de cabeça e no ouvido, além de náuseas, depois que uma porta não foi fechada de maneira correta em um avião.

No ano de 2005, um avião da Helios Airways, que ia de Chipre para Atenas, caiu em uma montanha depois da perda de pressão na cabine. O acontecimento acabou levando a morte todos os 115 passageiros e seis tripulantes a bordo. A investigação oficial sobre o acidente descobriu que o sistema de pressurização tinha sido deixado em velocidades manual, fazendo com que a pressão da cabine caísse e os pilotos ficassem inconscientes. O suprimento de oxigênio para os passageiros acabou em 15 minutos e, quando o avião (que estava no piloto automático), ficou sem combustível, caiu a cerca de 33km do aeroporto de Atenas.

Como você pode perceber, existem uma razão pela qual as instruções de segurança estão lá. Por isso, em sua próxima viagem, melhor parar o que estiver fazendo e prestar atenção em todos os avisos.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta