Se conecte com a gente

Games

Patente que sugere retrocompatibilidade do PS5 com PS3, PS2 e PS1 faz fãs mudarem de ideia sobre recurso

Recurso que era considerado inútil por executivos da Sony, agora é celebrado por fãs.

Publicado

no

Foto: Divulgação/Sony

A retrocompatibilidade não deixa de ser um recurso interessante. Ter a possibilidade de jogar jogos que já existiam em seu acervo sem precisar recorrer a um remaster para nova geração, é realmente algo que favorece o gamer em muitos aspectos. Contudo, até gerações passadas, o que era um recurso ignorado e considerado inútil até mesmo pelos executivos da Sony, agora, com o surgimento de uma patente que sugere a retrocompatibilidade com todos os consoles anteriores a hipótese é celebrada.

De acordo com informações do blog MeuPlaystation, a Sony registrou uma nova patente para seu novo console no Japão. A informação foi dada depois que um usuário do twitter descobriu um documento que sugere que o PlayStation 5, pode ter retrocompatibilidade com todos os consoles de mesa lançados anteriormente por meio de streaming. Ou seja, por meio de uma conexão com a internet, os usuários do novo console da Sony, poderiam jogar não somente clássicos do primeiro console lançado, como também do segundo e até mesmo do terceiro; A Sony já confirmou retrocompatibilidade nativa com o PS4.

PlayStation 5

A descrição da patente não fala diretamente do serviço já existente PlayStation Now, porém indica que o serviço é uma das possibilidades para realizar emulação de títulos clássicos funcionarem. Esses títulos, de acordo com o blog, seriam salvos e reproduzidos através de uma biblioteca na nuvem. A nota ressalta ainda que patentes não significam necessariamente que o console terá o recurso, e mostra apenas que a empresa ao menos estudou a tecnologia em questão.

Console novo e “jogo velho”

Anteriormente, motivados pelo discurso da indústria, muitos consideravam ridícula a ideia de comprar um console novo para jogar um jogo supostamente velho. A opinião gerava polêmica em debates de fóruns, já que o recurso da retrocompatibilidade nunca foi sobre jogar jogos antigos, e sim sobre ter a possibilidade de rodar em um console novo, um jogo que o usuário já tenha em seu acervo, sem a necessidade de comprar um novo jogo remaster ou mesmo um jogo atual, como acontece mais ou menos com a franquia GTA V ao longo dos últimos anos.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta