Se conecte com a gente

Aconteceu

Peso argentino tem preço zero em cotação

Moeda argentina está desvalorizada.

Publicado

no

Uma foto que viralizou nas redes sociais, mostrou o quão desvalorizada se tornou a moeda da Argentina: o peso argentino. Na casa de câmbio La Unión, a foto revelava o preço da moeda: 0,00 pesos uruguaios. Hoje, o preço do peso argentino no Banco República (Brou) é de 0,10 pesos uruguaios.

Pra explicar essa situação, o economista Javier de Haedo deu uma breve explicação por meio de sua conta no Twitter, dizendo que “os câmbios que são negociados a US$ 0 são porque eles não querem comprar essa moeda”.

Em entrevista ao jornal El País, o diretor da rede financeira Nixus, Pablo Montaldo, disse que algumas casas de câmbio fazem a compra do peso argentino a 0, mas apenas em casos específicos. Para ele, a decisão se deve ao fato de algumas casas de câmbio não quererem comprar a moeda do país vizinho.

A razão desta situação, explicou Montaldo, está no fato de que não existe movimentação de pesos argentinos por lá: “Praticamente, a operação que costumava existir no Uruguai do peso argentino praticamente caiu a zero”.

Economista e diretor da rede financeira Nixus, Pablo Montaldo.

A movimentação de pesos argentinos é gerada por argentinos que vêm ao Uruguai ou uruguaios que vão à Argentina, explicou. Entretanto, por conta da pandemia de coronavírus e o fechamento de fronteiras, a situação mudou. “Há muito pouco movimento. Mas, por outro lado, se você levar pesos argentinos, como você consegue se livrar desses pesos depois?”

Além disso, Montaldo destacou a desvalorização da moeda argentina: “Você tem um estoque de pesos argentinos que cada dia que passa vale menos. A desvalorização é importante na Argentina. Ter pesos argentinos é mais um problema do que um negócio”.

“O peso argentino está muito baixo. Isso porque o dólar naquele país subiu muito e aqui tomamos a referência do dólar informal ou dólar azul, que está entre 140 e 150 pesos”, acrescentou o diretor da rede financeira Nixus.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta