Se conecte com a gente

Aconteceu

Kabum vai à justiça para impedir exposed de preços pré Black Friday

Empresa buscou ação judicial para impedir divulgação de preços pré Black Friday.

Publicado

no

Na última sexta-feira, uma tag foi levantada e tomou conta dos trending topics do twitter. A #KabumCOVARDE mostrava milhares de usuários revoltados após o tweet publicado pelo youtuber Douglas Mesquita, mais conhecido como “Rato Borrachudo”, em que mostrava o comunicado oficial:

O comunicado publicado pelo youtuber e desenvolvedor do aplicativo que procura monitorar preços, foi dado após diversos tweets onde o mesmo, revoltado com dezenas de empresas que embarcaram na Black Friday mas mantiveram ou aumentaram preços, decidiu se pronunciar a respeito do caso:

“Eu to com nojo de tanta cagada que algumas lojas fizeram nessa blackfriday,eu não imaginava que o Escorrega o Preço ia pegar tanta sujeira assim, meu vídeo não chega a 1% das coisas que o publico anda achando,vai vim (sic) chumbo grosso pro meu lado, com certeza”, disse o Youtuber.

Em seguida, mais um tweet. Desta vez, Douglas revelava a tática fraudulenta de uma determinada empresa para enganar os consumidores:

A assessoria de imprensa da Kabum, enviou para Curiozone uma nota de esclarecimento, informando as razões que levaram a empresa a tomar tal atitude:

“Sobre as informações relacionadas ao “Vigia de Preço”, gostaríamos de esclarecer:

Recebemos algumas evidências ao longo da última semana de que o histórico de centenas de preços que a plataforma “Vigia de Preço” estava divulgando apresentava divergências em relação aos valores praticados em nosso site, tanto para maior quanto para menor. Vale ressaltar que o “Vigia de Preço” é apenas um entre as dezenas de sistemas que realizam o monitoramento de nossos preços.

Com a constatação do erro, o KaBuM! solicitou exclusivamente ao “Vigia de Preço” que os dados fossem corrigidos, além de pedir pela interrupção momentânea do compartilhamento dos valores referentes ao e-commerce, até que as falhas identificadas fossem corrigidas.

Sendo assim, apresentamos uma liminar em face unicamente do “Vigia de Preços” com o objetivo de evitar a divulgação de informações incorretas ao consumidor, em especial devido ao volume excessivo de divergência de preços em um período tão importante para o varejo, como a Black Friday. Em nossa ação ainda consta que, assim que as devidas correções forem realizadas, o site pode retornar imediatamente com as divulgações.

Aproveitamos para reforçar que a medida judicial em questão não tem relação alguma com site/aplicativo “Escorrega o Preço”, ou o seu proprietário, o influencer “Rato Borrachudo”. Eles não são parte do processo e não há sequer menção ao site “Escorrega o Preço” na medida judicial.

O KaBuM! é totalmente aberto às ferramentas de monitoramento de preços, em especial em um evento promocional como a Black Friday. Inclusive, o site se mantém ativo em todas as outras plataformas disponíveis na web.

Vale destacar, também, que a plataforma “Vigia de Preços” já tinha ciência, antes do período de Black Friday, das notificações de divergência dos preços. Estas comprovações foram anexadas ao processo judicial com cada um dos dados que identificamos como incorretos e, por isso, a justiça julgou procedente o pedido do KaBuM!.

O KaBuM! colocou à disposição do “Vigia de Preços” nosso time de tecnologia para que, em conjunto, possamos contribuir na correção da falha apresentada pelo aplicativo em questão.

Obrigado,
KaBuM!”

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta