Se conecte com a gente

Aconteceu

Cristais de gelo cobrem dunas do deserto do Saara e temperatura cai para -3°C

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

As maravilhas da natureza seguem surpreendendo e fascinando ao redor do mundo. Na última terça-feira (19), o deserto mais quente do planeta foi palco de um fenômeno impressionante: cristais de gelo se formaram sobre as dunas de areia do Saara, resultando em uma bela e extensa pintura a céu aberto. O fotógrafo Karim Bouchetata foi o responsável por registrar o acontecimento que tem encantado a web.

O fenômeno ocorreu na pequena cidade Ain Sefra, conhecida como a “porta do deserto”. Sua fama de altas temperaturas foi contrariada quando uma onda polar baixou os termômetros para -3°C e criou camadas de neve em pleno Saara. Localizada na fronteira entre Argélia e Marrocos, a região conta com 47.000 e fica 1000 metros acima do nível do mar, em uma região cercada por montanhas, na Província de Naamã.

Embora seja raro, os cientistas explicam que nevar no deserto não é um acontecimento tão incomum assim. É a quarta vez em cinquenta anos que as dunas do Saara amanhecem cobertas pela geada. De acordo com a Live Science, o episódio também foi registrado em 1979, 2016 e 2018.

O Saara ocupa uma área de 9,2 milhões de quilômetros quadrados ao norte do continente africano, indo desde o Mar Vermelho ao Oceano Atlântico. Sua grande amplitude térmica faz com que a temperatura possa chegar aos 50°C durante a tarde e baixar aos 0°C durante a madrugada.

Ain Sefra não foi a única região pega de surpresa pelo gelo. A onda polar fez com que algumas regiões do Líbano, Síria e Irã amanhecessem com uma camada de neve de até um metro de altura. A Província de Asir, na Arábia Saudita, também recebeu a visita de uma nevasca. De acordo com o portal Al Arabiya, não nevava na região há pelo menos 50 anos.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta