Se conecte com a gente

Aconteceu

10 milionários que perderam tudo e decretaram falência

Ostentar uma boa fortuna é uma coisa, manter ela por muito tempo é outra.

Publicado

no

Se por um lado sabemos que se tornar um milionário não é uma tarefa das mais fáceis exigindo muito trabalho, por outro lado para se manter com a fortuna é preciso um esforço maior ainda. O excesso de luxo, ostentação de toda a grana e até a ganância muitas vezes podem colocar tudo a perder. Não é incomum encontrar quem muitos imaginavam ser grandes milionários, mas que acabaram decretando falência.

Confira na galeria de fotos abaixo 10 desses exemplos de milionários que seja por causa de denúncias de fraudes ou mesmo por crises financeiras, tinham muito, mas acabaram perdendo tudo.

  • Bernie é o apelido do cara que abriu uma firma na Wall Street na década de 60. Bernie atraia investimentos para empresas e fundos fantasmas, e chegou a acumular quase US$ 1 bilhão com esse esquema.

  • O golpe de Bernie, porém, acabou sendo descoberto em 2008, no auge do colapso econômico dos EUA. Momento em que diversas pessoas tentaram resgatar seus investimentos e foram informados pela empresa de Madoff que seus pedidos não poderiam ser atendidos. Sua fraude considerado o maior esquema de pirâmide do mundo. E claro, depois de ser sentenciado a 150 anos de cadeia, acabou perdendo tudo.

  • Björgólfur Gudmundsson, um nome tão difícil de se pronunciar, porém com uma história de queda tão fácil de se entender. Gudmundsson é outro nome que integra nossa lista pois já foi considerado o segundo homem mais rico de toda Islândia.

  • Dono de uma cervejaria que foi vendida à empresa Heinikein, Björgólfur Gudmundsson pegou o dinheiro e investiu em um banco do país. Com o que ganhou, ele chegou até a comprar um time de futebol, só que acabou sendo vitima da crise financeira em 2009. Por isso, perdeu sua fortuna e declarou falência.

  • Fundador do Stanford Financial Group, um banco que já administrou cerca de 30 bilhões de dólares de clientes do mundo inteiro, Allan Stanford é outro ex-milionário que faz parte da nossa lista. O império milionário de Allen Stanford caiu em 2009, quando acusações de fraude afetaram seus negócios. O empresário teria desviado US$ 7 bilhões de seus clientes. O caso foi considerado um dos maiores esquemas de fraude dos EUA, e Stanford foi detido e condenado a 110 anos de prisão.

  • Um playboy carioca. Jorge Eduardo Guinle, mais conhecido popularmente como Jorginho Guinle, foi um milionário que viveu no extremo luxo, ostentou muita grana chegando ter amigos como Nelson Rockefeller e sendo conhecido por ninguém menos que Marilyn Monroe, com quem Guinle diz ter feito sexo “duas vezes”.

  • Um dos mais icônicos personagens da década de 50 no Brasil e no mundo, Jorginho Guinle estudou filosofia na escola Collége de France, em Paris, dizendo muitas vezes, ao longo da vida, que era marxista, ao mesmo tempo em que era um inocente útil, por ser um capitalista que apoiava o marxismo. Ironia mesmo foi ele acabar morrendo aos 88 anos completamente pobre. Sobre ele existe até um filme no Amazon Prime: Jorginho Guinle – $ó se vive uma vez.

  • Eike todos conhecem, o que poucos se lembram, é que na realidade, ele não foi tão somente um milionário. Eike Batista é um ex-bilionário. O patamar de Eike, pra você ter uma ideia, já foi o mesmo de pessoas como Elon Musk (ironicamente conhecido por muitos como o Eike Batista americano).

  • O ex-bilionário brasileiro já considerado uma das dez pessoas mais ricas do mundo. O problema, é que Eike perdeu sua fortuna, que era estimada em 30 bilhões de dólares. Em 2013, com a crise econômica no país, Batista declarou falência e se denominou como parte da classe média. O empresário natural de Governador Valadares, Minas Gerais perdeu não só carros, como também casas, perdeu o controle das suas empresas além de diversas outras propriedades. Anos depois, Eike Batista foi investigado pelas autoridades em uma operação policial e foi acusado de lavagem de dinheiro e corrupção. Em 2020, ele foi condenado a oito anos de prisão em regime semi-aberto e a pagar multas por seus crimes.

  • Ele era considerado, até 2007, o homem mais rico da Irlanda. Estamos falando de Sean Quinn, que com uma fortuna estimada em US$ 6 bilhões ostentava muito luxo.

  • Sean era dono de uma fortuna tão grande, pois foi responsável por levantar do zero um conglomerado que ia desde o ramo de seguros até fabricação de cimento. Porém, Quinn passou a investir muito capital no banco irlandês, Anglo e esse banco acabou sendo muito atingido pela crise, até que Quinn se viu sem saída. O investidor acabou decretando falência em 2011, com um divida de US$ 2 bilhões. Pra completar, o ex-milionário ainda foi acusado de tentar esconder ativos da família e ficou preso por nove meses.

  • O cantor e compositor americano Marvin Gaye ficou Famoso nos 60 e 70 por seu talento musical no estilo R&B e Soul, porém acabou enfrentando problemas pessoais e o vício em drogas anos depois.

  • O cantor e compositor americano teve que decretar falência e ir morar em um furgão no Hawaii. Nos seus anos de glória ostentação era o que não faltava. Contudo, nos anos 80, Marvin Gaye teve novas chances de gravação por estúdios, só que não emplacou. Em seguida, mudou-se para a Bélgica e depois de dois anos retornou aos EUA, para a casa dos pais, onde foi morto a tiros pelo próprio pai.

  • Sim, o rei do pop entra nesta lista e o motivo, é que embora o legado de Michael esteja vivo e, mesmo morto, suas músicas continuem sendo hit, segundo informações da revista Rolling Stone, Michael Jackson, quando morreu repentinamente em 2009 teria uma dívida de pelo menos US$ 400 milhões.

  • Grandes quantias de gastos exigiam que o rei do pop contratasse empréstimos, muitos dos quais ele nunca pagou. Os problemas financeiros de Jackson pioraram quando ele se envolveu em inúmeras ações judiciais caras e os juros sobre sua dívida aumentaram. No momento de sua morte, um contador forense chamado William R. Ackerman, estimou que Jackson devia US$ 400 a US$ 500 milhões.

  • Patricia Kluge é uma empresária que também já foi casada com John Kluge, considerado o homem mais rico do mundo na década de 1990, acabou ficando com apenas US$ 1 milhão depois do divórcio. Acha muito? Pode até ser pra quem não estava no mesmo patamar de Patrícia, que chegou a ter uma extensa lista de bens e patrimônios, que ela acabou perdendo com a crise de 2008.

  • A vinícola de Patricia Kluge foi comprada pelo ex-presidente americano Donald Trump, em 2011, mesmo ano em que Kluge decretou falência.

  • Empresário Eike Batista.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta