Se conecte com a gente

Ciência

Vacina que protege contra vários tipos de coronavírus é estudada

Imunizante está sendo desenvolvido pela Escola de Medicina da Universidade de Duke.

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

E se existisse uma vacina com objetivo de imunizar contra vários tipos de coronavírus e suas principais variantes, incluindo os resfriados comuns? A ideia é boa, e os cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, estão envolvidos nessa descoberta que promete ser um esse novo tipo de “vacina universal”. De acordo com uma versão preliminar do estudo publicada hoje na revista especializada Nature, o imunizante seria um primeiro passo importante na prevenção de novas pandemias ou até mesmo surtos de doenças virais respiratórias.

De acordo com informações do jornal Estadão, na pesquisa é relatado que a imunização em macacos com vacinas que utilizam nanopartículas de RBD (domínio receptor-obrigatório) do Sars-Cov-2, com adjuvantes de alúmen, conseguiram gerar anticorpos múltiplos contra a família do betacoronavírus. Esse gênero do coronavírus é o mesmo responsável pelos surtos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), que surgiu na China, em 2002; de Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada na Índia, em 2013; e pela atual pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus que surgiu na China.

Ainda segundo o estudo, que encontrou resposta imune em macacos para o SARS-Cov-1 (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e à cepa batCoVs, os imunizantes protegeriam também contra as principais variantes identificadas do novo coronavírus, como a britânica (B.1.1.7), a brasileira (P.1) e a sul-africana (B.1.351).

A pesquisa conclui que vacinas com a tecnologia de RNA mensageiro (mRNA) e núcleo modificado também se mostram eficazes, porém em menor quantidade, contra o novo coronavírus e contra a cepa batCoV, presente em animais. Essas vacinas ainda poderiam prevenir a transmissão de novos tipos do coronavírus de animais para humanos.

Os testes, até o dado momento, só foram aplicados em macacos e o estudo foi publicado em uma versão inicial. A pesquisa ainda precisa passar por revisão por pares antes de ser divulgada em seu formato final.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta