Se conecte com a gente

Aconteceu

John McAfee, criador do antivírus, é encontrado morto em prisão na Espanha

O criador do antivírus havia sido preso na Espanha por fraude e sonegação de impostos.

Publicado

no

Famoso por ter criado o antivírus McAfee, o empresário americano John McAfee foi encontrado morto nesta quarta-feira (23) em sua cela em Barcelona, segundo fontes policiais. Ele havia sido preso em outubro de 2020 no aeroporto El Prat, onde foi para a prisão de Sant Esteve Sesrovires desde então, quando um mandado de busca e prisão dos Estados Unidos foi aplicado contra ele.

De acordo com informações do noticiário espanhol El Diario, a morte do magnata americano acontece um dia depois do Tribunal Nacional aprovar sua extradição para os Estados Unidos, onde John foi acusado de supostos crimes fiscais cometidos entre 2016 e 2018.

Foto de 2016 mostra John McAfee falando durante uma conferência em Pequim.

De acordo com a nota emitida pelo Departamento de Justiça da Generalitat, os agentes de vigilância penitenciária e os serviços médicos intervieram depois de encontrar o corpo do homem de 75 anos, mas não conseguiram reanimá-lo. Finalmente a saúde certificou a morte. “A procissão judicial viajou até a prisão e está investigando as causas da morte. Tudo indica que pode ser uma morte por suicídio”, disse o comunicado.

Centro penitenciário onde John McAfee foi encontrado morto nesta quarta-feira (23), na Espanha.

A justiça dos Estados Unidos acusou o magnata de acusações por vários alegados crimes de evasão e não pagamento de impostos. No total, McAfee enfrentou dez anos de prisão, acusado de ter fraudado até quatro milhões de dólares do tesouro de seu país de origem. A Segunda Seção da Câmara Criminal do Tribunal Nacional realizou uma audiência na semana passada, após a qual sua extradição foi autorizada, depois de vários meses de confinamento na prisão Brians 2, perto de Barcelona. A defesa da McAfee teve três dias para apelar da decisão, embora sua saída fosse considerada altamente provável.

Em sua última mensagem no Twitter, publicada na semana passada, o falecido fez referência à sua ligação com as criptomoedas, setor ao qual se dedicou nos últimos anos de sua vida.

“Os Estados Unidos acreditam que escondi criptomoedas. Eu gostaria de ter feito isso, mas a realidade é que eles foram dissolvidos pelas muitas mãos da equipe da McAfee. O resto dos meus bens são apreendidos. Meus amigos desaparecem, têm medo de se associar a mim”, indicou o magnata, após ter afirmado não ter nada, “mas não me arrependo de nada”.

John McAfee, criador do antivírus, foi encontrado morto em prisão na Espanha.

Em outubro do ano passado, John também havia postado em seu Twitter uma nova atualização: “Estou contente aqui. Eu tenho amigos. A comida é boa. Tudo está bem. Saiba que se eu me enforcar, a la Epstein, não será minha culpa.”

Filho de mãe britânica e pai americano, John McAfee nasceu na Inglaterra em 1945, mas cresceu nos EUA. O magnata estudou matemática e foi programador da Nasa entre 1968 e 1970.

McAfee chegou à Loockheed, nos anos 80, onde passou a desenvolver software para combater vírus de computador, sendo um dos pioneiros nesta tecnologia. Em seu currículo também consta experiência em empresas como Univac e Xerox.

No ano de 1987, o programador fundou a McAfee Associates, onde no começo, era oferecido gratuitamente o serviço de antivírus aos usuários comuns. Depois, começou a vendê-lo para diferentes empresas.

Em 1994, McAfee se desligou da empresa e depois vendeu todas suas ações, em 1996.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta