Se conecte com a gente

Aconteceu

Onda de calor no Canadá e nos EUA deixa dezenas de mortos

Termômetro em Vancouver chegou a marcar o equivalente a 46,7°.

Publicado

no

Um calor, literalmente, de matar. É assim que os cidadãos do Canadá e dos Estados Unidos podem definir como está o clima de ambos os países. Somente na área de Vancouver, a polícia local informou que nesta terça-feira (29), pelo menos 69 pessoas morreram numa onda de calor recorde que tomou o oeste do Canadá e o noroeste dos Estados Unidos.

Termômetro em Vancouver marcava o equivalente a 46,7° no domingo.

De acordo com informações portal R7, a maioria dos mortos nos subúrbios de Burnaby e Surrey, em Vancouver, nas últimas 24 horas eram idosos ou pessoas com problemas de saúde subjacentes, de acordo com a Real Polícia Montada do Canadá (RCMP).

“Embora ainda esteja sendo investigado, acredita-se que o calor é um fator que contribuiu para a maioria das mortes”, disse em um comunicado o cabo Michael Kalanj, da RCMP.

Para se ter uma ideia, o valor do equivalente a 47,5º registrado, está quase 3°C acima do recorde histórico de calor no Brasil, que é 44,7°C. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), essa marca foi atingida em Bom Jesus do Piauí em novembro de 2005.

Sol forte no verão.

O calor escaldante que se estende de Oregon aos territórios árticos do Canadá foi atribuído a uma crista de alta pressão que retém o ar quente da região.

Recorde de calor

Na segunda-feira, o Canadá teve um novo recorde histórico de alta temperatura, com 47,9 graus Celsius registrados em Lytton, na Colúmbia Britânica, cerca de 250 quilômetros a leste de Vancouver.

Os meteorologistas esperavam um novo recorde nesta terça-feira, prevendo um calor de 48,9 graus Celsius no oeste do Canadá.

As temperaturas nas cidades de Portland, Oregon, e Seattle, Washington, no noroeste do Pacífico dos Estados Unidos, atingiram níveis nunca vistos desde o início da manutenção de registros na década de 1940: 46,1 graus Celsius em Portland e 42,2 em Seattle, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia.

Crianças brincam em parque de fontes em Seattle, nos EUA, no domingo (27), dia de onda de calor nos EUA.

Alertas foram emitidos pela Environment Canada para a Colúmbia Britânica, Alberta e partes de Saskatchewan, Manitoba, Yukon e os Territórios do Noroeste, no sentido de informar que a “onda de calor prolongada, perigosa e histórica persistirá durante esta semana”.

Mulher se refresca com a neta em Maple Ridge, oeste do Canadá.

O Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA emitiu um aviso semelhante, alertando para que as pessoas continuem a “permanecer em prédios com ar-condicionado, evitar atividades extenuantes ao ar livre, beber muita água e verificar como estão seus familiares/vizinhos”.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta