Se conecte com a gente

Aconteceu

Apresentação de ‘Digimon Tamers’ mostra o politicamente correto como grande vilão da história

Cultura do cancelamento, ataque à liberdade de expressão e outros ingredientes que compõem o politicamente correto são os antagonistas.

Publicado

no

Cultura do cancelamento, cerceamento do debate disfarçado de “combate às fake news”, e ataque à liberdade de expressão são apenas alguns ítens que compõem o pacote do “politicamente correto”. No anime ‘Digimon Tamers’, esse conglomerado, aparentemente, é o grande vilão da história. Isso porque no evento DigFes 2021, em uma apresentação com atores em um palco para comemorar os 20 anos do anime, os protagonistas da história precisavam lutar contra um vilão na forma de “Politicamente Correto”, que ameaçava os mundos real e digital.

Descrito como “o maior problema da internet”, o antagonista não somente força pessoas a formarem um único sistema de valor, como também troca notícias reais por mentirosas e tem a “Cultura do Cancelamento” como motor de ataque.

De acordo com informações do Anime News Network, o roteiro foi escrito por Chiaki J. Konaka, que trabalhou não só no roteiro da série original de Digimon Tamers, como também no aclamado anime Serial Experiments Lain.

Anime ‘Digimon Tamers’.

Como não poderia deixar de ser, a notícia acabou desagradando influenciadores e a mídia mainstream. Foi então no último domingo (08), após inúmeras manchetes na imprensa, que Konaka publicou um texto em seu blog, onde comenta a polêmica relacionada à apresentação.

O roteirista começa dizendo no texto, que o conteúdo da peça é de responsabilidade total dele e não da Toei nem do Comitê de Organização da DigiFest, e lembra ainda que a apresentação é voltada ao público japonês e impossível de ser assistida legalmente no exterior, e, por isso, não teria obrigação de dar qualquer satisfação.

Apesar disso, já imaginava que eventualmente a peça ficaria disponível com legendas em meios alternativos e comentaria o caso mesmo assim.

Ele explica que não se pronunciou pois o evento ficou disponível por pay-per-view até o dia 7. Também conta que planejava fazer uma continuação de Digimon Tamers. Contudo, ela foi cancelada há tempos.

Escritor Chiaki J. Konaka, responsável por escrever Digimon Tamers, Digimon Tamers 1984, Digimon Tamers 2018: Days Information and the Unordinary, e o episódio 13 de Digimon Adventure 02.

O roteirista comenta que se inspirou nesse projeto de continuação, porém, devido ao formato da peça, não havia tempo para explicações, então ele criou um “inimigo virtual” para facilitar. De acordo com Konaka, sua intenção original era trabalhar o personagem Malicebot, vilão em um áudiodrama de 2018, porém o formato não dava condições para isso.

Konaka diz ter usado palavras controversas, sem ter a intenção de ofender qualquer pessoa ou grupo. Segundo ele, se trata do Japão, “onde toda a mídia mainstream insiste chamar um teste PCR positivo de ‘infectados confirmados’”.

Ele também afirma que os números estão aumentando todos os dias há quase 2 anos. Segundo o próprio, no início da pandemia, ele parou de acessar o Twitter e de assistir à CNN/EUA, a qual tinha assinado na TV a cabo para “saber o que realmente ocorria”, e atualmente lê apenas o material de “jornalistas independentes e alternativos”, vindos de “fontes abertas” [open source].

Capa do DVD da terceira temporada de Digimon Tamers.

Ele ainda diz que, na sua opinião, a “Covid-19 com certeza é real, mesmo sem o SARS-CoV-2 ter sido isolado e segregado”. Frustrado com exclusão dos tais jornalistas alternativos das grandes plataformas, Konaka lamentou que a “contra-perspectiva” está sendo escondida. Segundo ele, esses sentimentos foram refletidos nas “palavras fortes de Yamaki”.

Konaka ainda acrescenta que o roteiro foi escrito no começo do outono [primavera no Japão] e a situação mudou de lá até agora. “Não é [mais] tanto sobre o Japão quanto é sobre as novas dificuldades de países ao redor do mundo. Então, não é mais oportuno mandar mensagens ao resto do mundo”.

“Pessoas me acusaram de ter uma etiqueta específica. Eu nunca expressei qualquer opinião política. Não tem animê que trouxe mais diversidade naquela época que Digimon Tamers. Então fiquei triste, mas não se preocupem. Como eu disse antes, meu plano de “2020” já foi cancelado”, lamentou Konaka.

O roteirista diz que vai deixar o blog para ser lido no futuro pelos fãs de Tamers, deletará comentários acusando-o de ser uma “má pessoa”, e finaliza dizendo que embora muitos o tenham defendido lhe dizendo para não se desculpar, ele disse que o fez por “ser difícil ver essa divisão entre os fãs”. Konaka se desculpou exclusivamente por isso, e concluiu dizendo não querer mais debater essa questão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta