Se conecte com a gente

Aconteceu

Candidato à presidência da França quer o ‘fim da Nutella’ no país

O famoso creme de avelã italiano está na mira de Jean-Luc Mélenchon em seu plano de governo.

Publicado

no

Os franceses podem estar prestes a ficar órfãos de um produto italiano pra lá de doce e muito famoso se Jean-Luc Mélenchon, candidato à presidência da França nas eleições de 2022 vencer o pleito. Isso porque para ele, a Nutella “não é boa para as crianças, não é boa para a floresta e não é boa para os animais que lá vivem”.

Creme de avelã italiano Nutella.

De acordo com informações da CNN Brasil, o francês, que é candidato pelo partido esquerdista França Insubmissa (La France Insoumise), é um crítico ferrenho de alimentos processados. Em entrevista ao jornal Liberation, ele fora questionado se não haveria mais o famoso creme de avelã no país e respondeu dizendo que não há motivos para continuar.

Jean-Luc Mélenchon, candidato à presidência da França.

De acordo com Mélenchon, seu programa presidencial está centrado na “segurança alimentar”. Ele defende que a Nutella é prejudicial à saúde e ao meio ambiente. A proibição da publicidade alimentar para crianças e limitações à venda de comidas ultraprocessadas também compõem seu plano de governo.

“Vamos proibir a publicidade de alimentos para crianças. Daí o racionamento de açúcar e sal na alimentação e a proibição de corantes e conservantes, classificados como carcinogênicos, nas carnes curadas”, declarou o político.

Mélenchon diz ainda “não conhecer um pai que não queira ter cuidado com o que seu filho comer”. Segundo ele, a França vive um cenário de “insegurança alimentar coletiva”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta