Se conecte com a gente

Aconteceu

Arremate do acervo da Manchete em leilão levanta suspeita de possível volta da emissora

O acervo de fitas da emissora que foi extinta em 1999 foi arrematado por meio milhão de reais num leilão.

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

A Rede Manchete, para quem não sabe, é um verdadeiro ícone para a geração boomer de plantão. Se você é dos anos 80 e até mesmo fim dos anos 90, então lembra perfeitamente da Manchete. A emissora, que dispensa maiores apresentações, pode ser lembrada não só por ter lançado artistas como Angélica e Xuxa, como também por ter abrigado nomes gigantes do jornalismo como Leda Nagle, Alexandre Garcia, entre outros.

Se você ainda tirar da Manchete as novelas de grande sucesso e os programas de entretenimento que conseguiam incomodar a Globo, ainda sobram os animes e produções para as crianças que fizeram tanto sucesso na emissora. Jaspion e Cavaleiros do Zodíaco são só alguns nomes pra começar.

A Manchete não era pouca coisa. Só no dia da estreia, que foi em um domingo, apesar do problema técnico, conseguiu liderar a audiência deixando a Globo em segundo lugar. Que emissora de TV seria capaz, nos anos 80, de logo de cara no dia da estreia, já conseguir bater a emissora de Roberto Marinho?

Infelizmente, a emissora que fez o Brasil saber que a Globo, mesmo naquela época, não era imbatível na audiência, teve um fim muito triste. Sofrendo com a severa queda de audiência, juros excessivos da dívida da emissora e do Grupo Bloch, além de uma má administração que resultou no atraso de salários, a Manchete ironicamente não chegou aos anos 2000, do qual tanto citou em seu início, onde seu slogan em 1983 era “A televisão do ano 2000”. Em maio de 1999, a Manchete foi extinta, dando lugar a RedeTV!, uma emissora que hoje dificilmente faz cócegas na TV Globo.

Adolpho Bloch, o dono e fundador da Rede Manchete.

Embora tenha uma história de muitos altos e baixos, a Manchete construiu uma gigantesca biblioteca, ou melhor, videoteca com fitas de valor inestimável. Não é nenhum exagero dizer que nas centenas de milhares de fitas que registraram toda a programação exibida na emissora, está praticamente parte da história do país.

As fitas da emissora são tão valiosas, que o SBT, em uma ocasião não tão antiga assim, conseguiu faturar muito dinheiro, depois de arrematar toda a novela ‘Pantanal’, também num leilão.

Silvio Santos deu o maior lance, tomou posse das fitas da novela, remasterizou e reexibiu em 2008, em horário nobre na sua emissora, um sucesso que outra vez, ficou na liderança de audiência incomodando a Globo, como na primeira vez em que foi exibida em 1990.

Além de audiência, novela ‘Pantanal’ da Manchete arrancou anunciantes da Globo.

Toda essa massa falida, por durante muito tempo, se encontrava abandonada, sem que absolutamente ninguém manifestasse um cristalino interesse, por menor que fosse, em tomar posse dela. Porém, tudo mudou no início desse mês, quando foi arrematado em um leilão, todas essas fitas de vídeo analógicas de centenas de programas, levando, ainda no pacote o direito de uso da marca TV Manchete. Valor: incríveis meio milhão de reais.

De acordo com o jornalista Flávio Ricco, do portal R7, o arremate surpreendeu o mercado.

Com relação às fitas, que são um verdadeiro tesouro histórico, vai ser necessário gastar muito dinheiro para remasterizar e, em seguida digitalizar. O que leva a crer que isso pode ser o início não de um gasto, mas sim de um investimento. Segundo Flávio, o interessado em todo esse conteúdo, pode ser alguém querendo reviver a emissora, por exemplo, num canal a cabo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta