Se conecte com a gente

Aconteceu

Frasco de desodorante explode e deixa mulher com mais de 40% do corpo queimado

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

Mais de 40% do corpo queimado. Assim ficou Marlene Batista, uma professora de 59 anos depois de um frasco de desodorante explodir, na fazenda onde ela mora, em Trombas, no Norte de Goiás. De acordo com Marlene, a explosão aconteceu após o marido dela atear fogo em um monte de lixo em que estava a embalagem do produto.

Segundo informações do portal G1, ela segue internada em um hospital de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia.

“O desodorante estava pela metade. Joguei fora porque havia vencido. Meu marido colocou o fogo, saiu e eu voltei para colocar mais lixo. Foi quando escutei o barulho e já senti o corpo queimando” disse a vítima ao portal G1.

Após o acidente, a professora foi socorrida pelo marido até o Hospital de Queimaduras de Anápolis. Uma avaliação dos médicos constatou que Marlene teve queimaduras de segundo graus nos braços, mãos e pernas. Parte do tratamento inclui a raspagem dos ferimentos.

“Nunca tinha visto nada parecido. Não imaginava que um frasco desse pudesse ser tão perigoso. Acho que serviu de alerta, tanto para mim quanto para as outras pessoas, de que devemos ter mais cuidado”, disse a mulher.

De acordo com especialistas do Corpo de Bombeiros, embalagens de sprays aerossóis são altamente inflamáveis e exigem cuidado no seu manuseio e descarte.

Frasco de desodorante que explodiu após homem colocar fogo em lixo em Trombas, Goiás.

Entre as orientações contidas nos frascos de desodorantes, está o armazenamento em locais frescos e livres do calor – o que exclui até o armazenamento do produto em locais fechados, como o interior de um carro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta