Se conecte com a gente

Tecnologia

Mark Zuckerberg anuncia mudança de nome corporativo e Facebook passa a se chamar Meta

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

Em um evento sobre realidade virtual e o chamado ‘metaverso’, o cofundador do Facebook anunciou que a controladora da rede social passará a se chamar Meta. Este é um nome que irá ser utilizado para se referir à marca responsável pela rede social Facebook e por plataformas como Instagram e WhatsApp.

“O Facebook é um dos produtos mais usados na história do mundo. É uma marca icônica de rede social”, disse o executivo envolvido em diversos escândalos. “Mas cada vez mais, não engloba tudo o que fazemos”.

“Construir nossos aplicativos de redes sociais sempre será um foco importante para nós. Mas, nesse momento, nossa marca está tão ligada a um produto que não pode representar tudo o que fazemos hoje”, continuou Zuckerberg.

“A partir de hoje, nossa empresa agora é Meta”, disse Zuckerberg. Segundo o executivo, a mudança foi feita para ajudar a viabilizar o metaverso e representar melhor tudo o que a empresa faz.

Os aplicativos Facebook, Instagram, WhatsApp e Messenger, e a empresa de dispositivos de realidade virtual Oculus seguirão com o mesmo nome. A novidade é que todas estarão sob o guarda-chuva da Meta.

A situação é parecida com a do Google, que em 2015 criou a Alphabet, uma controladora para váras divisões da empresa, como o buscador Google e a empresa de mobilidade Waymo.

Mudança em meio a vazamentos

O anúncio do novo nome da empresa acontece em meio a uma série de reportagens que revelaram que o Facebook sabia que radicalizava seus usuários e que o Instagram é “tóxico” para adolescentes.

O caso foi revelado após a delatora Frances Haugen, ex-funcionária do Facebook, compartilhar milhares de documentos internos da empresa com jornalistas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta