Se conecte com a gente

Aconteceu

Ex-analista de sistemas da Sony processa PlayStation por discriminação no trabalho

Publicado

no

A PlayStation está enfrentando um processo judicial por discriminação de gênero e demissão ilegal por uma ex-analista de sistemas da Sony.

De acordo com informações do site Polygon, na ação movida por Emma Majo, a empresa é acusada de pagar de modo desigual mulheres e homens que integram a compania, hegando a pagar menos e negar promoções para funcionárias.

A ex-funcionária diz ter vivenciado inúmeras situações de discriminação por gênero, onde em uma delas, conta que não foi promovida nos seis anos e que também alguns de seus supervisores não falavam com mulheres, se dirigindo apenas a outros homens.

Majo, que trabalha desde 2015 na empresa, relatou ter sido demitida em 2021 após enviar uma declaração denunciando as questões de discriminação para a Sony. Na época, a empresa justificou a dispensa como parte do corte de um departamento. O problema, segundo Mojo, é que ela sequer fazia parte do setor citado pela empresa.

O processo foi divulgado alguns dias após vir à público que o CEO Bobby Kotick estava ciente dos assédios sexuais que estavam acontecendo na Activision Blizzard. Na ocasião, o CEO da Sony Jim Ryan afirmou que a PlayStation “não acredita que as respostas da empresa estão abordando adequadamente a situação”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta