Se conecte com a gente

Aconteceu

Motociclista roda 36 mil km pelo Brasil e morre em acidente grave na última parada

Publicado

no

Depois de ter cruzado 36 mil quilômetros pelo Brasil de moto, dois mochileiros acabaram se acidentando gravemente na última parada, no Mato Grosso do Sul. Tiago Escarcell Boher, de 31 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta sexta-feira (19) decorrente de uma parada respiratória.

A namorada de Tiago, Jennifer Santos, de 19 anos, por outro lado segue internada em estado grave na Santa Casa de Campo Grande. De acordo com informações do portal G1, a jovem sofreu múltiplas fraturas e está sendo monitorada no CTI (Centro de Tratamento Intensivo), onde se encontra estável e consciente.

Naturais de Pelotas (RS), Thiago e Jennifer estavam fazendo o que mais amavam. Juntos há mais de 1 ano, os jovens sonhavam em desbravar todos os estados brasileiros. Bem pouco tempo antes do acidente, o casal publicou um vídeo nas redes sociais soltando fogos de artifício, comemorando os 36 mil quilômetros percorridos e à chegada ao último destino: o estado do Mato Grosso do Sul.

“Após oito meses e treze dias, se eu contasse, ninguém acreditaria, nós conseguimos! Estamos na beira da estrada, percorremos mais de 36 mil quilômetros. Não foi fácil, estamos cansados, mas realizamos um sonho! O Brasil é nosso, com a nossa moto rodamos o país inteiro, demos uma volta no país e vamos voltar para casa (…) Concluímos os 27 estados [sic], acabamos de chegar em Mato Grosso do Sul, demos a volta no Brasil!”, comemorou Tiago.

Todavia, o casal se acidentou na BR-060, em Paraíso das Águas, quando um outro motocilista, de 63 anos, tentou ultrapassar um caminhão e colidiu de frente com a moto de Tiago. O casal foi arremessado para a margem da rodovia, enquanto o motociclista que causou o acidente foi atingido por uma carreta e morreu no local.

Tiago era natural de Pelotas (RS) e amante do futebol.

Tiago chegou a ter a perna esquerda amputada durante seu tratamento no hospital, e precisou ser entubado após a realização de uma cirurgia. Ele, no entanto, não resistiu, indo à óbito às 7h55 desta sexta-feira.

“Tiago é a melhor pessoa que já conheci, não tinha nada de maldade no coração dele! O sonho dele era viajar por todos os estados do Brasil com a sua moto, e nós sempre apoiamos todas as vontades que ele tinha. Precisamos ser fortes pelo nosso tesouro, para superar e seguir em frente”, lamentou sua irmã, Fabiane Bohrer, em entrevista ao G1.

Fabiane também descreveu a cunhada como “uma menina ótima”, que disse saber que ela sempre amou seu irmão: “Torcemos para ela sair dessa bem e se recuperar”, completou.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta