Se conecte com a gente

Aconteceu

Elon Musk doa mais de US$ 5,7 bilhões em ações da Tesla para instituição de caridade

Doação foi feita em novembro de 2021, segundo a agência Reuters.

Publicado

no

No período de 19 a 29 de novembro de 2021, o bilionário CEO da Tesla, Elon Musk, doou um total de 5.044.000 ações de sua empresa, considerada a montadora mais valiosa do mundo para uma instituição de caridade. A ação foi revelada nesta segunda (14) em seu registro na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.

De acordo com informações da agência Reuters, a doação de US$ 5,74 bilhões, se baseou nos preços de fechamento das ações da Tesla nos cinco dias em que as ações foram doadas. O nome da instituição de caridade, no entanto, não foi revelado.

O CEO da Tesla Motors, Elon Musk, fala ao lado do mais novo Model S da empresa durante o Model S Beta Event realizado na fábrica da Tesla em Fremont, Califórnia, em 1º de outubro de 2011.

A doação ocorreu quando o bilionário vendeu US$ 16,4 bilhões em ações após fazer uma pesquisa entre usuários do Twitter, sobre vender 10% de sua participação na fabricante de carros elétricos no início de novembro.

Musk disse no Twitter que pagaria mais de US$ 11 bilhões em impostos em 2021 por conta do exercício de opções de ações que expiram este ano.

Elon Musk doa mais de US$ 5,7 bilhões em ações da Tesla para caridade.

O CEO da Tesla também trocou farpas com os políticos esquerdistas como Bernie Sanders e Elizabeth Warren, que pediram aos ricos que pagassem ao governo mais impostos.

As intenções de Musk ninguém pode afirmar com toda certeza. Porém, a reportagem da Reuters afirma, com base em comentários de analistas que haveria um benefício fiscal para Musk potencialmente presentear ações da Tesla, já que as ações doadas para instituições de caridade não estão sujeitas ao imposto sobre ganhos de capital, como estariam se vendidas.

“Seu benefício fiscal seria enorme. Ele economizaria entre 40% e 50% dos US$ 5,7 bilhões em impostos, dependendo se pudesse fazer a dedução de sua renda na Califórnia e evitaria o imposto sobre ganhos que teria de pagar se vendesse as ações”, disse Bob Lord, membro associado do Institute for Policy Studies que estuda política tributária.

Lord acrescentou também que o empresário pode ter contribuído com as ações para intermediários, como “fundos aconselhados por doadores”, não diretamente para grupos de caridade.

Procurada, a Tesla não estava imediatamente disponível para comentar.

Publicidade
Publicidade

Em Alta