Se conecte com a gente

Aconteceu

Mulher afirma ter se separado do marido após ele tomar vacina contra Covid-19

Manifestantes na Nova Zelândia têm realizado protestos contra obrigatoriedade de vacinação para ingresso em determinados locais.

Publicado

no

Você pode não estar sabendo, mas protestos estão acontecendo na Nova Zelândia. Os cidadãos estão protestando contra a obrigatoriedade da vacinação anticovid, e em meio aos protestos, uma declaração acabou chamando atenção por conta de uma atitude, no mínimo, curiosa de uma neozelandesa.

Em entrevista a uma reportagem da rede 1News, uma mulher disse ter se divorciad de seu marido por que ele optou por se vacinar.

“Estou deixando meu marido. Ele recebeu o reforço hoje. Ele se foi. Não quero nada com ele. Eu honestamente acredito seriamente que ele vai morrer”, disse a mulher.

As manifestações realizadas no país criticam as políticas sanitárias contra a pandemia realizadas pela primeira-ministra Jacinda Ardern. Em discursos recorrentes, Ardern alega que os princípios orientadores de seu governo durante a pandemia foram proteger vidas e meios de subsistência.

Mulher afirma ter se separado do marido após ele tomar vacina contra Covid-19.

Atualmente, o país impõe a imunização a pessoas de algumas profissões, como policiais, médicos e soldados. Um sistema de passaporte vacinal também está em vigor, impedindo a entrada em alguns locais públicos para aqueles que se recusam a receber os imunizantes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta