Se conecte com a gente

Aconteceu

Golpista do Tinder caiu em golpe no Instagram e perdeu mais de R$ 34 mil

Publicado

no

Quem diria que um golpista acabaria sofrendo um golpe também? Simon Leviev é o nome artístico do israelense Shimon Hayut, que ficou mundialmente conhecido pelo documentário ‘O Golpista do Tinder’, da Netflix. Hoje, sua conta é verificada pelo Instagram. Contudo, de acordo com informações do site TMZ, ele foi enganado antes disso, e chegou a pagar para conseguir o selo na rede social.

A história começou no dia 24 de fevereiro, quando uma mulher entrou em contato com ele e o abordou dizendo que poderia ajudá-lo a verificar sua conta. A ação aconteceria por meio do namorado dela, que ela afirmou trabalhar no Instagram.

Golpista do Tinder caiu em golpe no Instagram, e pagou para ter o selo de verificado quando na verdade, este ítem não é cobrado.

Simon até que foi cauteloso, e chegou a fazer uma videochamada com o homem, que apareceu em um cenário parecido com o da Meta, empresa controladora do Instagram. Em seguinda, foi solicitado para o ‘Golpista do Tinder’ o pagamento de 6,6 mil dólares – um pouco mais de R$ 34 mil na cotação atual.

Recentemente, o israelense assinou um contrato com a produtora de Hollywood Gina Rodriguez. Foi Gina quem desconfiou da história, e entrou em contato com um funcionário de verdade da Meta para tirar essa história a limpo.

Foi então que a produtora descobriu que não existe qualquer tipo de cobrança para se verificar uma conta no Instagram. O problema, é que já era tarde. O casal apagou suas contas nas redes sociais e sumiu com o dinheiro do “Golpista do Tinder”.

O mundo é uma verdadeira roda gigante.

Pra quem não conhece, a história dele, um breve resumo: o golpe começava no match, com o homem fingindo ser um milionário russo que ostentava viagens, grandes festas e presentes de alto valor. O criminoso, que se denominava “príncipe dos diamantes”, marcava encontros e mostrava todos os bens “dele”.

Tinder, o aplicativo de relacionamentos.

Alguns meses depois, o golpista começava a inventar diferentes situações para que as vítimas transferissem grandes quantias de dinheiro para ele. As mulheres enganadas contam que o criminoso afirmava estar sendo perseguido por rivais do mercado de diamantes e pedia o cartão de crédito delas emprestado por um período.

Golpista do Tinder: israelense ficou famoso após documentário do Netflix.

Para se ter ideia, uma das vítimas enviou cerca de R$ 1,4 milhão para o suposto russo. Muitas faziam empréstimos no banco. Ao receber o valor, Hayut sumia de todas as redes. Ao todo, foram mais de US$ 10 milhões roubados.

Com a repercussão do caso, Hayut foi banido do aplicativo de relacionamento. “Realizamos investigações internas e podemos confirmar que Simon Leviev não está mais ativo no Tinder sob nenhum de seus pseudônimos conhecidos”, disse a equipe do Tinder.

Publicidade
Publicidade

Em Alta