Se conecte com a gente

Aconteceu

Gloria Vanique processa Globo para receber o mesmo salário que Rodrigo Bocardi

Jornalista, agora contratada da CNN, alega que atuava na mesma função que Rodrigo Bocardi.

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

Considerada por muitos conservadores, e até mesmo liberais como uma pauta progressista e lacradora, a equiparação salarial entre homens e mulheres na mesma função, embora polêmica, não é evitada pela mídia. A alegação é de que é bem machista um homem receber mais do que uma mulher trabalhando na mesma função.

Em agosto de 2018, o então candidato a presidente Jair Bolsonaro era entrevistado no Jornal Nacional pelos jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos. Renata questionou o agora presidente a respeito da desigualdade salarial entre mulheres e homens, pontuando que o cenário era uma injustiça, a partir de dados divulgados pelo IBGE naquele ano, que mostravam que as mulheres no Brasil ganhavam, em média, 25% a menos do que os homens.

Longe de ser um assunto fácil de se analisar, o tema na verdade ainda rende horas e mais horas de conversa. Contudo, apesar de falar bastante sobre ele, procurando conscientizar o público. Na prática, porém, o que a Globo fez nos bastidores parece ter sido bem diferente. Isso porque de acordo com informações do site Notícias da TV, a jornalista Gloria Vanique, atualmente na CNN Brasil, está processando a Globo, sua antiga casa, para que receba o mesmo pagamento que os jornalistas Rodrigo Bocardi e César Tralli, que ocuparam a mesma função que ela, ao ancorar o jornal Bom Dia São Paulo, além do SP1 e SP2, entre 2012 e 2020, nas folgas dos âncoras titulares.

Gloria Vanique processa Globo para ter mesmo salário de Rodrigo Bocardi.

No processo, a jornalista argumenta que exercia função de apresentadora, só que não era remunerada de acordo com o cargo. A ação foi protocolada em 2021 e ainda não tem previsão para ser julgada.

Segundo conta o Notícias da TV, Gloria entrou na emissora em 2007 e durante oito anos recebeu como repórter. Em 2017, teve uma melhora salarial, o aumento foi relacionado ao status de “repórter de rede”, que pra quem não sabe, são aqueles jornalistas que podem ser aproveitados nos noticiários nacionais: Hora 1, Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Jornal Nacional e Jornal da Globo.

O jornalista e apresentador brasileiro, Rodrigo Bocardi de Moura.

Entre as aparições em rede nacional no Bom Dia Brasil, por exemplo, constam justamente os períodos em que a jornalista fez as vezes de apresentadora no Bom Dia São Paulo no período de férias de Bocardi. Depois de sua saída, a Globo optou por um revezamento de profissionais no mapa do trânsito da cidade em vez de deixar uma parceria fixa na atração matinal paulista. Luiza Vaz e Sabina Simonato estão nesse rodízio.

O processo, que corre no TRT-SP (Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo), está em segredo de Justiça. Ainda não houve a primeira audiência, todavia fontes do jurídico da emissora e amigos próximos de Gloria confirmaram a existência do processo.

No processo, a jornalista não determina um valor para a Globo pagar. Ela deixa a decisão para o judiciário em relação aos elementos que foram apresentados. Se trata de uma prática comum em processos de equiparação.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta