Se conecte com a gente

Aconteceu

Netflix prevê 2 milhões de cancelamentos de assinatura após perda de 200 mil assinantes

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

A Netflix divulgou nesta terça-feira (19) uma queda de assinantes pela primeira vez em uma década. A empresa está prevendo que o número seguirá em queda no segundo trimestre.

De acordo com informações da agência Reuters, a gigante do streaming informou ter perdido 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022 e, com isso, não alcançou a meta de 2,5 milhões de usuários para o período. A decisão da empresa no começo de março de suspender o serviço na Rússia após a invasão da Ucrânia resultou na perda de 700 mil clientes.

“O grande número de lares dividindo contas, combinado com a competição, criou um vento contrário para as receitas. O grande boom do streaming impulsionado pela Covid obscureceu esse cenário até recentemente”, disse a Netflix.

As ações da empresa também despencaram, com uma queda de 24% após o fechamento do mercado. O ano de 2011, em outubro, tinha sido a última vez que a Netflix havia reportado uma perda de usuários. Hoje, o serviço de streaming tem 221,6 milhões de assinantes.

A empresa, mesmo com lançamentos de grandes produções como Stranger Things e Ozark, ainda prevê a perda de 2 milhões de usuários para o segundo trimestre.

Wilmot Reed Hastings, Jr., empresário e filantropo americano co-fundador e CEO da Netflix; Reed serve nos conselhos do Facebook e várias organizações sem fins lucrativos.

A Netflix disse que tentaria estimular o crescimento melhorando a qualidade da programação e das recomendações e buscando cobrar algumas das 100 milhões de residências que compartilham contas.

As receitas no primeiro trimestre cresceram 10%, para US$ 7,89 bilhões, um pouco abaixo da projeção do mercado, de US$ 7,93 bilhões.

Neste ano, a empresa elevou os preços nos Estados Unidos, no Canadá e em outros mercados, incluindo o Reino Unido.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta