Se conecte com a gente

Aconteceu

Governo da Flórida torna obrigatório nas escolas ensino sobre os crimes do comunismo

Publicado

no

Um projeto de lei assinado na última segunda-feira (09), determina que as escolas ensinem aos estudantes do estado americano da Flórida os males causados pelo comunismo.

No projeto assinado pelo governador Ron DeSantis, é estabelecido o 7 de novembro como o “Dia das Vítimas do Comunismo”. Na data, professores de escolas públicas deverão dedicar ao menos 45 minutos da aula para que os alunos sejam ensinados a respeito de quem foram os líderes comunistas e os crimes cometidos em seus regimes.

DeSantis, que é do partido republicano, afirmou que no estado será dita a verdade sobre o comunismo.

“Queremos garantir que nossos alunos aprendam sobre os males do comunismo, os ditadores que lideraram os regimes comunistas e as centenas de milhões de indivíduos que sofreram e continuam a sofrer sob o peso dessa ideologia desacreditada”, afirmou o gestor.

De acordo com informações da FOX News, a determinação entra em vigor no ano letivo de 2023-2024 e sugere ensinamentos sobre Joseph Stalin, Mao Zedong e Fidel Castro.

Governo da Flórida torna obrigatório nas escolas ensino sobre os crimes do comunismo.

Segundo a norma, os professores devem conscientizar a respeito da “pobreza, fome, migração, violência letal sistêmica e supressão do discurso” que ocorreram sob esses regimes.

A vice-governadora da Flórida, Jeanette Núñez, de origem cubana, afirmou que, se há um lugar no mundo onde a importância da liberdade é conhecida, é Miami, por causa dos muitos exilados que recebeu. Em espanhol, Núñez disse que “cubanos, nicaraguenses e venezuelanos estão unidos na luta pela liberdade”. A gestora afirmou ainda que essa legislação é “importante” porque “não vai apenas educar os nossos filhos, mas também os filhos dos nossos filhos”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta