Se conecte com a gente

Aconteceu

Animação ‘Lightyear’ registra abertura abaixo da esperada e amarga 2º lugar nos EUA

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

A animação ‘Lightyear’, da Pixar, registrou uma abertura abaixo da esperada nos EUA, frustrando expectativas da Disney. De acordo com informações da revista americana Variety, o filme que conta a história do patrulheiro estelar de ‘Toy Story’ não conseguiu superar ‘Jurassic World: Domínio’, ficando com uma bilheteria de US$ 58,6 milhões, quando o estúdio apostava em um valor acima de US$ 70 milhões.

David A. Gross, diretor da empresa de consultoria Franchise Entertainment Research, afirmou que se trata de uma estreia sem expressão considerando ser derivada de uma das franquias de animação mais bem sucedidas de todos os tempos.

‎”Sabemos que Toy Story desafiou as bilheterias, onde cada título superava o anterior, tanto que os dois últimos superaram US$ 1 bilhão ao redor do mundo mundo. Mas, Lightyear terá um desempenho bem mais estreito agora”‎, declarou David.

O orçamento está estimado em US$ 200 milhões para a produção, sem considerar o investimento em campanha promocional.

Ao redor do mundo nos países em que a produção não foi proibida, “Lightyear” faturou US$ 34,6 milhões em 43 mercados, elevando seu total global para US$ 85,6 milhões. O filme foi proibido em mercados estrangeiros incluindo Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, por retratar um beijo entre pessoas do mesmo sexo.

Notavelmente, “Lightyear” é o primeiro filme da Pixar a ser exibido na tela grande em mais de dois anos – desde “Onward” em março de 2020.

Segundo a reportagem da Variety, durante a pandemia, três dos títulos do estúdio de animação – “Soul”, “Luca” e “ Turning Red” – pulou os cinemas para pousar diretamente no Disney +, deixando alguns analistas de bilheteria questionando se os consumidores se acostumaram a assistir a filmes da Pixar em casa.

Publicidade
Publicidade

Em Alta