Se conecte com a gente

Aconteceu

Educação financeira no ensino público é apoiada por 95% dos professores, diz levantamento

Publicado

no

Você é contra, ou a favor? Integrada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em 2019, a educação financeira está entre uma das importantes atividades escolares destinadas ao ensino público infantil e fundamental. E se depender dos professores essa ideia merece, e muito, ser levada à frente. Isso porque de acordo com um levantamento realizado pelo Instituto XP, em parceria com a plataforma digital Nova Escola, 95% deles apoiam o ensino para crianças e jovens.

A matéria promete desenvolver, com o auxílio de tarefas, conceitos de consumo sustentável e uma noção econômica básica desde cedo.

Contudo, apesar de apoiado pelos magistrados, apenas 23% dos mais de mil entrevistados informaram ter tido contato prévio com o tema. De acordo com informações do SBT, o cenário é resultado da pandemia de covid-19, que interrompeu a implementação do ensino financeiro nas aulas devido à suspensão das atividades presenciais entre março de 2020 e meados de 2021.

Educação financeira no ensino público é apoiada por 95% dos professores, diz levantamento.

Ainda assim, 99% dos professores afirmaram que os aprendizados básicos de mercado, além de cálculos, são importantes ou muito importantes para os pequenos.

“Além de noções de matemática e raciocínio lógico, os jogos ajudam as crianças a desenvolverem habilidades que podem ser aplicadas no dia a dia, estimulando atitudes sustentáveis como economia de água e luz, reciclagem e até alimentação saudável”, ressaltam os autores do estudo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta