Se conecte com a gente

Aconteceu

Mãe diz que filho de 9 anos a tranquilizou após ser atacado por Pitbull: “Não chorou”

Publicado

no

Nicolas Paz tem apenas 9 anos de idade, e foi vítima de um ataque de um Pitbull. O ataque aconteceu na última segunda (27) no município de São João de Meriti, Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, enquanto o menino brincava com Guilherme Souza do Nascimento, seu irmão mais velho.

Uma câmera de segurança registrou as imagens, onde Nicolas é mordido ferozmente pelo animal. Com a perna bastante ferida, a criança foi levada ao hospital municipal Souza Aguiar, onde ficou internado e passou por uma cirurgia de reconstrução do músculo da panturrilha nesta quarta (30). Antes, recebeu os primeiros socorros em um pronto-socorro em Vilar dos Teles.

De acordo com informações do jornal O Globo, a expectativa dos médicos é que Nicolas não tenha sequelas. Segundo a família, o menino não teve danos nos nervos, nem parte vascular de sua perna, e se recupera bem após o procedimento cirúrgico.

A mãe da criança, Roberta Paz de Souza, relatou que seus filhos soltavam pipa na rua onde moram quando notaram a aproximação do cachorro. As imagens gravadas por câmeras de segurança mostraram os jovens tentando afastar o animal, que seguia acompanhando os dois.

Nicolas segue internado no Hospital Souza Aguiar, mas está lúcido e passa bem.

O mais velho, de 14 anos, tentou proteger o caçula o pegando no colo, mas não teve sucesso. O vídeo mostra que, em determinado momento, o cachorro morde a perna esquerda de Nicolas e, a partir de então, irmão e vizinhos tentaram fazer com que o cão soltasse o menino.

“Graças a Deus esse vizinho apareceu, porque se não fosse ele meu menino podia estar morto. Se você olhar o vídeo, o cachorro solta e depois ainda volta e fica tentando pegar de novo”, desabafou a mãe.

Segundo a família e vizinhos, o pit bull apareceu pela primeira vez em ruas próximas no domingo, véspera do ataque. Sem coleira ou qualquer identificação, ele vinha circulando pela região. Moradores acreditam que o dono tenha abandonado o animal, que fugiu após morder Nicolas. Roberta conta que está aguardando somente que o filho tenha alta para procurar a Polícia Civil e denunciar o caso.

Apesar de bastante machucado, Nicolas não derramou uma lágrima e ainda tentou acalmar a mãe, que, nas palavras dela própria, “entrou em desespero” ao perceber o estado da perna da criança.

“Quando eu vi o meu filho daquele jeito, fiquei desesperada e até um pouco em choque. Peguei ele no colo e só ficava repetindo como a perna dele estava feia. Foi ele que me acalmou, me pedia para ficar tranquila e dizia que estava bem. Não vi meu filho derramar nenhuma lágrima. Ele só foi chorar bem depois, quando viu o pai no hospital, admitindo que estava com medo de perder a perna. Meu filho foi muito forte”, relatou.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta