Se conecte com a gente

Aconteceu

ONG nos EUA recebe financiamento público para apresentações LGBTQIA+ à crianças em escolas

Reportagem do jornal New York Post diz que a ONG Drag Story Hour recebeu mais de US$ 200 mil de Nova York.

Publicado

no

Uma ONG sem fins lucrativos de integrantes drag queens está recebendo financiamento público para realizar apresentações em escolas de Nova York. De acordo com informações do jornal New York Post, a Drag Story Hour NYC, recebeu, no último mês, US$ 46 mil em contratos da cidade para realizar aparições em escolas públicas, festivais de rua e bibliotecas.

As apresentações causam choque, segundo a reportagem, por acontecerem à revelia das manifestações populares de pais que ocorrem em outros estados do país contra esforços cada vez mais agressivos para expor crianças à pautas LGBTQIA+.

Foram organizadas pelo grupo, 49 apresentações de drag queens em 34 escolas públicas de ensino fundamental e médio. Desde 2018, o grupo recebeu um total de US$ 207 mil em dinheiro público.

A totalização da conta, diz o New York Post, inclui US$ 50 mil do Estado de Nova York por meio de seu Conselho de Artes, juntamente com US$ 157 mil dos Departamentos de Educação, Assuntos Culturais, Juventude e Desenvolvimento Comunitário da cidade, e até mesmo o Departamento de Transportes.

Drag queen Harmonica Sunbeam lê livros para alunos do ensino fundamental na STAR Academy em Manhattan.

As horas de histórias de drag queen para crianças têm sido apresentadas, entre outros locais, em filiais de bibliotecas públicas em toda a cidade desde 2017, com eventos programados na Epiphany Library de Manhattan e na Woodside Public Library em Queens.

Nas apresentações, artistas drag queens leem em voz alta conteúdos de livros que ensinam aceitação e inclusão como “Where the Wild Things Are” e “The Rainbow Fish”, além de alguns que celebram abertamente a fluidez de gênero, como “The Hips on the Drag Queen Go Swish, Swish, Swish.”

As investidas de grupos LGBTQIA+ em crianças têm se tornado cada vez mais intensas nas últimas semanas. Segundo a FOX News, o deputado estadual Bryan Slaton, do partido republicano, apresentou um projeto de lei para proibir menores de idade de assistirem à apresentações feitas por drag queens.

O parlamentar do estado do Texas afirmou em comunicado que sua proposta foi motivada por ter visto imagens de crianças assistindo a apresentação de uma drag queen no Mister Misster, um bar gay localizado no norte de Dallas.

Slaton também se manifestou contra a transição de gênero para menores, escrevendo uma carta ao Departamento de Família e Serviços de Proteção do Texas (DFPS) em agosto de 2021, pedindo à agência que classifique mastectomias, procedimentos químicos e aconselhamento psicológico que afirma sexo não biológico como abuso infantil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta