Se conecte com a gente

Aconteceu

Mãe vegana é presa depois de deixar filho de 18 meses morrer desnutrido nos EUA

Publicado

no

Uma mãe vegana de 38 anos foi considerada culpada pela morte de seu filho de 18 meses nos Estados Unidos. Sheila O’Leary oferecia ao filho uma dieta extremamente restritiva oferecendo apenas frutas e vegetais crus para o filho comer. Segundo o laudo do médico legista, a causa da morte do menino está relacionada a complicações causadas por desnutrição.

A mulher, agora presa, aguarda a definição da sentença no próximo dia 25 de julho, que poderá, de acordo com informações do jornal Daily Mail, levar a uma prisão perpétua.

Filho de 18 meses morreu desnutrido com dieta vegana.

O pequeno Ezra tinha apenas 1 ano e meio quando faleceu, em 2019. Para Francine Donnorummo, chefe da Unidade de Vítimas Especiais da Procuradoria do Estado da Flórida, Sheila não foi capaz de fornecer alimentação e cuidados de saúde adequados ao menino.

“Ela fez escolhas que mataram seu filho. Seu orgulho custou a vida de Ezra. É um desrespeito imprudente pela vida humana”, acrescentou.

O advogado de Sheila mostrou ao júri diversas fotos da mãe com o bebê e tentou persuadi-los em uma alegação favorável a ela. Com as imagens em mãos, ele perguntou se Sheila se parecia com uma mulher que gostaria de matar o próprio filho: “Só porque aconteceu não significa que ela cometeu um crime”, declarou.

Apesar das alegações, o júri declarou a mãe como culpada e a definição da sentença de Sheila está prevista para acontecer no próximo mês. O pai do menino, Ryan Patrick O’Leary, de 33 anos, também foi indiciado sob as mesmas acusações da mãe e aguarda julgamento.

Sheila O’Leary, 39, foi condenada por um júri em Cape Coral, Flórida, na terça-feira, após um julgamento de uma semana.

De acordo com os pais, a dieta de Ezra era baseada em frutas e vegetais crus. Sheila chegou a afirmar que também o alimentava com leite materno, mas o pequeno apresentava sinais de desnutrição, pesando pouco mais de 7 kg, enquanto a média padrão para a idade seria de mais de 10 kg.

Amira Fox, procuradora do Estado, afirmou que o casal também negligenciou a alimentação e cuidados de seus outros três filhos, que têm idades entre 3 e 11 anos. Ela descreve o caso como “angustiante”. O casal foi acusado de assassinato em primeiro grau, homicídio culposo, maus-tratos infantis graves e negligência infantil.

Segundo a Academia Americana de Pediatria (AAP), as crianças precisam ter uma dieta variada na infância, que seja baseada em vegetais, frutas, grãos, laticínios com baixo teor de gordura e fontes de proteína de qualidade. Apesar disso, a autoridade destaca que é possível manter uma dieta vegana durante a infância, desde que ela seja planejada de forma correta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta