Se conecte com a gente

Corpo Humano

Ter as veias das mãos saltadas é normal? Saiba o que realmente significa

Nível baixo de gordura corporal contribui para aparecimento de veias, que são problema apenas caso você sinta dores.

Publicado

no

Foto: Reprodução/Twitter

Se por alguma razão, você é magro ou mesmo emagreceu recentemente, é muito provável que suas veias estejam alteradas. Quem pegou firme nos treinos da academia e decidiu, aliado a isso, manter uma disciplina que envolve seguir uma dieta regular, com certeza viu as veias das mãos aparecendo. Embora pareça estranho, essa é uma situação comum e não tem nada demais.

Mas você sabe por que exatamente as veias de suas mãos alteram? O que será que seu corpo quer lhe dizer quando torna as veias de suas mãos salientes?

Veias saltadas no braço indica musculatura forte e baixo índice de gordura corporal.

A resposta mais rápida para essa questão é que você está com uma boa musculatura e bem pouca gordura no corpo.

“A maioria dos atletas tem veias saltadas. A veia fica na camada entre o músculo e a pele, no meio da gordura. Se a pessoa tem pouca gordura, aparece mais”, explicou o médico Bruno Naves, presidente da SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular).

O único problema é se com as veias saltadas você começar a sentir dores.

“Toda veia saltada que venha acompanhada de algum sintoma deve ser investigada. Como por exemplo, se você sentir dor nas pernas depois de um dia de trabalho. Podem ser varizes”, afirmou o cirurgião vascular João Paulo Maffei, em entrevista ao portal UOL.

E as varizes?

Pra quem não sabe as varizes também são veias dilatadas, mas de uma forma diferente. Elas, que aparecem principalmente nas pernas e nos pés são tortuosas, serpentinosas e onduladas. Além disso, muitas vezes elas podem causar dor, coceira ou escurecimento da pele. Para isso, existe um tratamento que se não for feito, pode acabar fazendo com que elas aumentem de tamanho.

Uma vez que há um forte componente genético, qualquer um pode estar propenso a ter varizes. É quase que uma “tradição de família”, daquelas que, infelizmente, ninguém queria ter.

Indo completamente na contramão de quem faz exercícios físicos e tem aquelas veias saltadas que falamos no início, alguns fatores de risco podem ajudar a desencadear as varizes. O principal desses fatores é ficar muito tempo parado na mesma posição. Além disso, o uso de pílula anticoncepcional, gravidez e principalmente obesidade e sedentarismo também contribuem para o aparecimento de varizes.

Por ter um nível de gordura baixíssimo no corpo, Gracyanne Barbosa tem veias saltadas.

Além do aspecto estético ruim, as varizes podem trazer diversos problemas como hipertensão venosa, hemorragias espontâneas e a famosa úlcera varicosa, que pra quem não sabe, é uma ferida causada pelo fato de a pele ficar muito seca.

As varizes podem também causar flebite, que é a a inflamação da parede da veia. Outro grande risco é o de trombose venosa profunda, já que o sangue, por causa das varizes, corre mais devagar.

“Qualquer motivo que deixe a pessoa imobilizada por muito tempo facilita a formação de coágulo. Esse coágulo pode subir, passar pro pulmão e causar embolia pulmonar e isso é causa de morte”, alertou o médico Bruno Naves.

É por esse motivo que o ideal é que a pessoa que sofre de varizes use meias elásticas de compressão para fazer a drenagem do sangue venoso de volta ao coração, ainda mais se ela passar muito tempo sentada ou mesmo de pé durante longas viagens.

Baixo índice de gordura corporal, propensão genética e a prática constante de exercícios são alguns dos três fatores que podem ajudar no surgimento das veias.

Óbviamente que também existem diversos tratamentos para as varizes, como o uso de medicação venolinfática, laser e cirurgia.

“Cada paciente é único. Não existe uma receita de bolo. Cada um vai ter de encontrar uma solução personalizada. Por isso, o diagnóstico médico é o mais importante”, afirmou Naves.

Quando as suas veias vem e depois desaparecem, significa que você praticou exercícios físicos pesados que precisaram de grande oxigenação.

Mas para tirar qualquer dúvida, é importante sempre buscar a avaliação de um profissional para ter a certeza de que está tudo bem com sua saúde.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta