Se conecte com a gente

Aconteceu

Semanas após prisão, streamer envolvido em denúncias de estupro é banido da Twitch

YouTube também baniu canal de RaulZito alegando que o streamer violou as diretrizes da comunidade.

Publicado

no

Semanas após a prisão de Raulino de Oliveira Maciel conhecido como RaulZito, envolvido em denúncias de estupro de vulnerável, a plataforma Twitch decidiu pelo banimento da conta do streamer. De acordo com a plataforma de rastreamento e índices de contas da Twitch, StreamerBans, a plataforma da Amazon realizou o cancelamento da conta do streamer na última quinta (12).

Alegando que o streamer violou suas diretrizes de comunidade, o YouTube também baniu a conta de RaulZito.

Raulino foi preso em Florianópolis pela Polícia Civil do Rio de Janeiro por suspeita de estupro de vulnerável, após ter sido denunciado por pais de seus espectadores. O caso de pedofilia ganhou repercussão na mídia internacional.

As investigações começaram após uma denúncia que partiu da mãe de uma das vítimas de 12 anos. Em depoimento, as crianças confirmaram os abusos, porém não conseguiam nem dizer quantos seriam, devido o fato de terem sido muitos.

Repercutindo o banimento do streamer, o site americano Kotaku, enfatizou uma curiosidade a respeito de RaulZito, informando que outras streamers, assim como ele, também foram banidas da plataforma, com a diferença que, apesar de não terem sido presas ou terem implicações com autoridades policiais, tiveram seu banimento realizado de forma relativamente instantânea por terem lambido microfones.

Uma reportagem da Curiozone lançada no fim de julho, destacou uma curiosidade a respeito do caso do streamer, revelando que sua prisão não foi comentada amplamente por influenciadores do mainstream.

Procuradas para se manifestar, Twitch e YouTube não responderam às mensagens.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta