Se conecte com a gente

Tecnologia

Após suspensão, robô de agência de fact-checking tem acesso bloqueado pelo Twitter

Robô de agência, que enviava links com checagem foi banida do acesso à interface de programação da plataforma.

Publicado

no

Definido pela agência de checagem Aos Fatos como uma robô para combater fake news, Fátima acabou tendo acesso bloqueado pelo Twitter, um dia depois de ter seu acesso restabelecido pela plataforma após uma suspensão por mais de 10 horas.

Em nota, o Twitter disse ao site que a suspensão da robô se deu por questões de spam, já que Fátima mandava uma mesma mensagem a diversos usuários que não estavam interagindo com a conta. A agência discordou do posicionamento da plataforma, e afirmou que a Fátima foi programada com fins de conscientização, além de contar com mecanismos para não influenciar o debate na rede, nem enviar spam.

Twitter, a rede social e servidor para microblogging, que permite aos usuários enviar e receber atualizações pessoais de outros contatos.

Idealizada pelos jornalistas Pedro Burgos e Tai Nalon, a robô Fátima foi lançada pelo Aos Fatos em 2018 e de acordo com informações da ABRAJI, recebeu o Prêmio Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados em 2019.

Embora tenha conquistas e prêmios, a agência Aos Fatos, criadora da robô, também é envolta de polêmicas. Em junho, a agência disseminou que o presidente da república, Jair Bolsonaro teria mentido com relação ao fato da economia do país estar crescendo com o fato do PIB estar em alta. Em seguida, porém, a agência acabou admitindo ter errado, o que acabou levantando intensos debates nas redes sociais, questionando se o que foi chamado de erro pela agência que combate fake news não teria sido fake news.

Após a agência reconhecer o erro, Jair Bolsonaro pronunciou: “É mesmo? Quem diria”, tuitou o presidente.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta