Se conecte com a gente

Aconteceu

Luciana Genro vota contra educação financeira nas escolas e é rebatida no Twitter

Parlamentar foi rebatida após voto contrário a projeto que insere tema nas escolas públicas e privadas do Rio Grande do Sul.

Publicado

no

A deputada estadual Luciana Genro (PSOL) votou contra o projeto PL 235/2021, que insere nas escolas tanto públicas como privadas do Rio Grande do Sul, o tema “Educação Financeira”. A proposta, que inclusive tem um projeto similar a nível federal na Câmara dos Deputados, foi criticada pela deputada gaúcha, que classificou como “ridícula” a proposta.

“Ridículo. Ridículo porque o problema das finanças das famílias cujo os filhos estudam nas escolas públicas, não é de educação financeira, é de falta de dinheiro”, inicia Luciana.

Para a deputada, o salário dos gaúchos não chega até o final do mês, o endividamento das famílias é uma saída para sobreviver e comprar ítens essenciais como um botijão de gás, arroz e feijão.

“Muitas vezes [as famílias] vivem com o orçamento amarradinho, e de repente [quando] alguém fica doente e precisa de um remédio que custa uma fortuna, e aí o que a pessoa vai fazer? Vai morrer sem o remédio ou vai se endividar no cartão de crédito pra comprar o remédio?”, questionou.

Luciana finalizou o seu voto considerando que seria constrangedor e embaraçoso para um professor tentar ensinar uma criança que vive numa família pobre, como que ela vai administrar suas finanças a ponto de não se endividar: “Então eu sinto muito, mas não posso dar meu voto favorável a esse absurdo”, concluiu.

O vídeo postado na última quinta (09), viralizou hoje, quando a publicação recebeu, no Twitter, uma enxurrada de comentários rebatendo o voto da deputada.

O influenciador ‘Favelado Investidor’ foi um dos que comentou. Para ele, uma coisa não exclui a outra: “A pessoa que tem pouco dinheiro precisa mais ainda da educação financeira, [se] você está negando isso pra ela, está negando pra um país de 77,7% de endividados. Simplesmente por não ter muita grana, você diz que ela não precisa administrar isso”, disse.

Entre os comentários, também está o do youtuber Peter Jordan, que explicou que a educação financeira não seria para as famílias gaúchas com falta de dinheiro, e sim para as crianças gaúchas nas escolas: “Para quando crescerem, se tornarem parte de uma família gaúcha com menos risco de ter falta de dinheiro. Seu voto é para que esses gaúchos continuem na m%rda”, disse o apresentador do canal Ei Nerd.

Apesar de opositores da deputada criticarem o voto, um adepto do socialismo salientou que considera importante o projeto: “Eu acho importante ter educação financeira. Sou da ala libertária do socialismo”, comentou um usuário que se identifica como João Paulo.

Confira a repercussão:

Apesar do voto contrário de Luciana Genro, e de outros cinco deputados, o projeto proposto pela deputada Any Ortiz (Cidadania), foi aprovado na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul por maioria de votos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta